Com o fim do carnaval começa 2017

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/03/2017 às 09:55:00

Rita Oliveira – 02 de março


Com o fim do carnaval começa 2017


Como no Brasil o ano só começa de verdade após o carnaval vamos ver a partir de agora, na área política, várias discussões sobre a privatização da Deso na Assembleia Legislativa, a implantação do Uber na Câmara Municipal de Aracaju e a reforma da previdência social no Congresso Nacional.

Veremos também o início das discussões sobre a sucessão estadual de 2018, quando situação e oposição vão se mobilizar para definição dos nomes que vão compor a chapa majoritária. É pensamento do governador Jackson Barreto (PMDB) iniciar somente no segundo semestre deste ano essa discussão, mas, é muito provável, que as conversas políticas ocorram nesse sentido a partir do final da festa de momo.

A oposição também deve trabalhar nessa direção. Até porque vem perdendo aliados para o governador, a exemplo do deputado federal Laércio Oliveira (SD), Capitão Samuel (PSL) e a senadora Maria do Carmo Alves (DEM), que vem apoiando o governo JB em Brasília.

Ainda nos próximos meses acompanharemos, também, o desenrolar da Operação Indenizar-se, que apura o uso indevido das verbas indenizatórias da Câmara Municipal de Aracaju na legislatura passada e ainda o desfecho do escândalo das verbas de subvenção da Assembleia Legislativa.

Todavia, o que está sendo mais esperado é o resultado da Operação Antidesmonte, deflagrada no ano passado pelo Ministério Público Estadual (MPE) com o apoio do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a fim de combater a desorganização administrativa e a dilapidação do patrimônio público, o chamado “desmonte” no ano de eleições.

O foco maior foi na gestão dos então prefeitos que não conseguiram se reeleger ou fazer sucessor. É esperado o pedido de prisão de alguns gestores que sacaram dinheiro na boca do caixa e então secretários municipais que dilapidaram o patrimônio público.

É tido como certo que a Operação Antidesmonte pega feio um ex-prefeito da grande Aracaju e três ex-secretários municipais da gestão do prefeito João Alves Filho (DEM).

Agora é aguardar o resultado da Antidesmonte, que deve ser tão devastador quanto as águas de março...

............................................................................................


Denúncia contra conselheiro

A promotora de Justiça de Gararu, Rosane Gonçalves dos Santos, ajuizou ação civil pública contra o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE), Ulices Andrade, por improbidade administrativa. Na ação, a promotora pede o afastamento das atividades do conselheiro por uso de veículo da Diretoria Regional de Educação, a DR – 7, no transporte de pedras de mármore para uma de suas propriedades no interior e por fazer discurso político durante solenidade de entrega da pista que liga a sede do município de Nossa Senhora de Lourdes ao povoado Escurial, no dia 02 de julho de 2016.


Defesa do conselheiro 1

Ontem, à imprensa, Ulices Andrade disse que nunca foi citado nem chamado para nada. Revelou que as acusações contra ele não passam de uma “orquestração de tudo o que é lado” para não assumir a presidência do Tribunal de Contas. Em sistema de rodízio, ele será o próximo presidente do TCE.


Defesa do conselheiro 2

Sobre o fato de ter comparecido a inauguração, Ulices disse que participou de um ato em seu município ao qual foi convidado, que não foi em período eleitoral e não falou em política. “Se conselheiro nenhum puder participar de ato que participei, então já deviam ter cassado todos, inclusive alguns desembargadores, promotores e procuradores porque é um ato rotineiro e extremamente normal”.  


Levantamento

O presidente do TCE, Clovis Barbosa, está concluindo levantamento dos salários dos prefeitos dos 75 municípios de Sergipe. A expectativa é que na sessão do pleno da próxima quinta-feira apresente os dados para que os conselheiros, através das suas coordenadorias, tomem as devidas providências devido às disparidades dos valores, que não condizem com a realidade dos municípios.  


Alfinetada

Ontem, pelo twitter, o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) voltou a alfinetar o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), ao afirmou que vereadores de Aracaju estão abrindo mão de seu direito constitucional para transferir a responsabilidade pelo aumento na passagem de ônibus para o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Disse: “Os vereadores de Aracaju sempre deliberaram sobre aumentos de passagem. Foi apresentado projeto renunciando essa prerrogativa. Mais uma trama de Edvaldo. Se passar na Câmara todo e qualquer aumento no transporte coletivo será por negociação do prefeito com empresas”.


Reajuste salarial

Vereadores de Itabaiana aprovaram ontem, em primeira discussão, projeto de lei de autoria do Poder Executivo propondo reajuste salarial de 7% para os servidores da Prefeitura Municipal e comissionados, exceto professores que já tiveram o piso nacional do magistério reajustado este ano em 7,64% e agentes comunitários de saúde, que não tem reajuste desde a instituição do piso nacional da categoria, que é de R$ 1.014,00. É o prefeito Valmir de Francisquinho (PR) dando exemplo de gestão.


Na Alese 1

O deputado estadual Daniel Fortes (PEN) falou, na sessão plenária de ontem, da perda da liderança do governo Michel Temer na Câmara pelo deputado federal André Moura (PSC). Lamentou que diante do ocorrido, “Sergipe não tem mais nenhum cargo de importância, de destaque em nível Nacional. Temos que defender os interesses do estado de Sergipe. Precisamos que os nossos representantes se unam. Não temos o que comemorar em termos de representatividade. Acho que não deve haver comemoração. Nós deveremos pensar no estado, na nossa união para a grandiosidade de Sergipe, da nossa g ente, da carência, daquilo que nós precisamos lutar, para podermos ser ouvidos”.


Na Alese 2

O deputado estadual Gilmar Carvalho apresentou ontem Projeto de Lei (PL) que institui o Programa Saúde Transparente (PST) que fixa regras de cadastramento, controle, manutenção e divulgação das informações referentes à saúde pública do Estado de Sergipe. O projeto visa tornar mais transparente o sistema de saúde do Estado e dos seus municípios, de forma a melhorar a prestação do serviço público essencial à população sergipana.


Fundo Partidário 1

O Fundo Partidário distribuiu R$ 59.609.502,27 em duodécimos referentes a fevereiro deste ano aos 35 partidos políticos com registro definitivo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O PT recebeu a maior parte, R$ 7.866.826,90. O PMDB obteve R$ 6.453.403,47 e o PSDB recebeu R$ 6.646.776,12.


Fundo Partidário 2

Quatorze partidos políticos tiveram valores bloqueados, correspondentes aos parlamentares que migraram para o PMB. Do PT foram bloqueados R$ 197.883,79 e, do PMDB, R$ 26.503,50. O PDT teve bloqueados R$ 111.389,46;  R$ 113.844,38 do PTB; R$135.045,87 do PV; R$ 34.906,73 do PSC; R$ 36.567,24 do PMN; R$ 26.883,82 do PTC; R$ 49.690,14 do PSDC; R$ 34.409,71 do PTdoB; R$ 101.220,87 do PRP; R$ 63.821,90 do PSL; R$ 147.004,11 do PROS e R$ 21.149,37 do SD.


Fundo partidário 3

Dos valores arrecadados com o pagamento de multas eleitorais no mês de janeiro foi revertido às legendas o montante de R$ 6.580.439,34. O PT, o PSDB e o PMDB também foram os partidos que mais receberam, tendo sido distribuídos, respectivamente, os valores de R$ 868.541,84, R$ 733.688,02 e R$ 712.015,53.


Lula 2018

O cantor e compositor Chico Buarque, o teólogo Leonardo Boff, o ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão (subprocurador da República), o escritor Fernando Morais e outros mais de 400 intelectuais lançaram manifesto dirigido ao ex-presidente Lula para que ele lance, imediatamente, sua pré-candidatura à Presidência da República em 2018. O texto será submetido, a partir da próxima segunda-feira (6), a uma plataforma digital de coleta de assinaturas. Artistas, acadêmicos e líderes de movimentos sociais foram os primeiros a assinar o documento intitulado “Por que Lula?”. E entre eles, Martinho da Vila, Beth Carvalho, Bete Mendes, Marieta Severo, Dira Paes, Fábio Konder Comparato e João Pedro Stédile.


PMN na TV

Ontem à noite o PMN exibiu sua propaganda partidária em rede nacional de rádio e de televisão. Foi a primeira propaganda de 2017 - utilizada pelos partidos para divulgar suas ações e propostas – cujo calendário prevê a transmissão sempre às terças e quintas-feiras, a partir das 20h no rádio e das 20h30 na TV.


Tramitando no Senado

Encontra-se na CCJ do Senado projeto da senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) que torna crime contra a ordem econômica o não repasse imediato, ao consumidor, da diminuição do preço dos combustíveis realizada pela refinaria (PLS 20/2017). A senadora reclama que a mais recente redução de preços, efetuada pela Petrobras em novembro nos combustíveis vendidos nas refinarias, não foi sentida pelos consumidores que abastecem seus carros nos postos de gasolina.


Preço da gasolina

No Recife o preço médio do litro da gasolina é de R$ 3,19. Aqui em Sergipe, a maioria dos postos vende o litro da gasolina por R$ 3,79 no crédito e R$ 3,65 no débito ou dinheiro. Sem falar que Sergipe foi um dos estados que o preço da gasolina não baixou nas bombas com a diminuição do preço dos combustíveis efetuada pela Petrobras junto às refinarias. 


Veja essa...

Do deputado estadual Capitão Samuel (PSL) nas redes sociais, sobre o PT, que também integra a base do governo Jackson Barreto: “Eu que não quero marchar junto com o PT, não é boa companhia pra ninguém nem exemplo”.


CURTAS


 “Fora Temer” foi hit no carnaval nas principais cidades do país. Teve até bloquinhos com o nome “Fora Temer”.


O senador Valadares foi um grande folião no período momesco. Esteve no carnaval de Simão Dias e Neópolis participando da festa.


Três deputados estaduais não compareceram ontem à sessão plenária na Assembleia Legislativa, após os dias de folia. São eles: Gustinho Ribeiro (PRP), Jeferson Andrade (PSD) e Robson Viana (PEN).


O governador Jackson Barreto, que passou o carnaval na Bahia, só retorna a Sergipe na próxima segunda-feira.

----------------------------------------------------------------------

Setores da mídia nacional divulgaram ontem que o ex-líder do governo na Câmara, deputado André Moura (PSC-SE), acertou, nessa quinta-feira, assumir o cargo de líder do Governo Michel Temer no Congresso Nacional.

André foi líder do governo na Câmara dos Deputados até o dia 23 de fevereiro, quando Temer ligou para ele comunicando que o substituiria na liderança do governo.