Fuga de oito presos é frustrada no Copemcan

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 09/03/2017 às 00:18:00

Uma fuga de oito detentos foi frustrada por volta das 4h30 de ontem no Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan), em São Cristóvão (Grande Aracaju). Segundo informações da Secretaria Estadual de Justiça (Sejuc), o grupo estava no chamado ‘Seguro’, uma área de isolamento do Pavilhão 5, destinada aos que foram jurados de morte ou cometeram transgressões disciplinares. Os presos serraram as grades da cela e conseguiram passar para o pátio destinado ao banho-de-sol, onde serraram outra grade e começaram a usar uma corda de lençóis conhecida como ‘tereza’.

A saída dos presos foi vista por um agente do Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope), que estava posicionado em uma guarita de observação e começou a dar tiros de advertência. Dos que tentavam escapar, cinco foram detidos por outros agentes prisionais ainda dentro do Copemcan, e três conseguiram escalar e pular a muralha, mas acabaram encontrados em pouco tempo, por policiais militares do Comando de Operações Especiais (COE) que faziam uma patrulha preventiva no entorno do presídio. Não houve feridos no incidente. Em seguida, houve uma recontagem dos detentos, a qual descartou ter havido outras fugas.

A Sejuc informou que mobilizou a sua Corregedoria para abrir uma sindicância e investigar a tentativa de fuga. O principal objetivo é descobrir a serra usada para abrir as grades chegou aos internos, além de outros objetos proibidos que chegaram às celas. A direção do complexo também deverá tomar medidas disciplinares contra os presos envolvidos na tentativa de fuga. A secretaria admitiu que, das 13 guaritas da unidade, três estão ocupadas, mas garante que está viabilizando uma solução junto ao Governo do Estado para colocar mais agentes nos postos de observação.