Valadares Filho apresenta o VLT pensando no futuro de Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Modelo de VLT que Valadares Filho promete implantar em Aracaju, caso eleito
Modelo de VLT que Valadares Filho promete implantar em Aracaju, caso eleito

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/08/2012 às 02:57:00

O candidato a prefeito de Aracaju pelo PSB, Valadares Filho, apresentou em seu primeiro programa de televisão no horário eleitoral, ontem, a principal proposta de seu plano de governo na área de mobilidade urbana: a implantação na capital sergipana do veículo leve sobre trilhos, o VLT.
"Nós estamos pensando no futuro. O VLT vai garantir a Aracaju um sistema de transporte de massa eficiente por um longo período de tempo, de 20 a 30 anos'', disse o candidato da coligação "Aracaju Segue em frente".

O veículo leve sobre trilhos é um misto de metrô e ônibus, movido a energia elétrica. O VLT de Aracaju vai funcionar integrado ao ônibus e com apenas uma única tarifa o passageiro poderá utilizar todo o sistema.
Com capacidade para transportar  480 passageiros em cada composição de três vagões, o VLT será totalmente climatizado e equipado com câmeras de segurança.
O antigo prédio da Leste foi escolhido para ser a Estação Central do VLT de Aracaju que vai circular em um grande anel de interligação entre as áreas mais povoadas da capital.

Bimodal - O sistema proposto para Aracaju é bimodal, ou seja, os ônibus hoje existentes continuarão operando em linhas alimentadoras e complementares do VLT.
 Os custos de implantação do projeto na capital sergipana, segundo o candidato, também serão menores em relação aos de outras cidades onde o VLT já foi ou está sendo implantado.
Para a implantação desta primeira etapa em Aracaju serão investidos 200 milhões de reais, com recursos que virão do programa federal Pró-Transporte e dos governos estadual e municipal.

 "Duas peculiaridades de Aracaju favorecem a redução desses custos: a topografia plana da cidade que vai favorecer a colocação dos trilhos e o modelo escolhido que coloca os trilhos em vias já existentes, em alguns trechos em pistas exclusivas e em outros convivendo com trânsito da cidade", explicou o candidato.
 Outro aspecto vantajoso do VLT é a redução nos níveis de poluição na área urbana, já que será movido por energia elétrica.
"No quesito ambiental, o VLT elétrico ganha de todos os outros sistemas de transporte pois além de não emitir gases efeito-estufa provocará uma redução do fluxo de veículos no conturbado trânsito de Aracaju", acrescentou o candidato.