Larissa e Talita deram show em Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A sergipana Duda sofreu com a pressão emocional e perdeu o ouro para a experiente dupla formada por Talita e Larissa. Foto: Divulgação
A sergipana Duda sofreu com a pressão emocional e perdeu o ouro para a experiente dupla formada por Talita e Larissa. Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 21/03/2017 às 00:58:00

Com mais experiência superam Duda e Agatha, que ficaram só com a prata

 

A sergipana Duda Lisboa até que se esforçou, mas foi traída pelo nervosismo e a emoção de jogar em casa pela primeira vez. A parceira Agatha até que se esforçou, mas a dupla formada por Larissa e Talita, que estão juntas há mais de três anos, demonstrou mais experiência, maior controle emocional e venceu a 8ª. etapa do Circuito Brasileiro Open, na manhã deste domingo 19, em Aracaju.

Duda não repetiu as últimas atuações e teve que se contentar com o segundo lugar. Ao final, o desempenho da sergipana foi reconhecido por todos presentes na super arena montada na Orla de Atalaia.

Dia de festa -A festa estava montada para a dona da casa, mas Larissa e Talita (PA/AL) não deram chances e calaram a arena em Aracaju (SE). As tricampeãs brasileiras superaram na manhã deste domingo 19a paranaense Ágatha e a sergipana Duda por 2 sets a 0 (21/16, 21/17), em 37 minutos, ficando com o ouro da 8ª etapa da temporada do Circuito Brasileiro Open. É o terceiro título em série do time, todos justamente contra Ágatha e Duda.

O bronze da etapa ficou com Fernanda Berti e Bárbara Seixas (RJ/PR), que subiram ao pódio pela primeira vez desde que firmaram parceria, em setembro do ano passado. Elas venceram Juliana e Carolina Solberg (CE/RJ) por 2 sets a 0 (24/22, 25/23), em 56 minutos de jogo. Os duelos contaram com lotação máxima na arena montada na Praia de Atalaia.

Talita comemorou a conquista. "Estou muito feliz, acho que nosso time continua no caminho certo desde que nos juntamos. São quatro finais consecutivas contra o mesmo time. Sei o que é jogar em casa. Já perdi etapas em casa, sei como é isso. Já fui derrotada, até mesmo pela Ágatha. Sei como é o sentimento. Mas isso é especial no esporte. Jogar contra a torcida, a favor. E eles fizeram uma festa linda, não desrespeitaram ninguém, só deram muito carinho para a Duda. É preciso saber lidar com isso, ter cabeça boa para se manter concentrada no jogo".