Boas notícias

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/03/2017 às 00:33:00

O deputado federal Fábio Reis (PMDB) recebeu, na manhã da última terça-feira, 21, a visita do ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, que esteve em Aracaju para lançar o programa Criança Feliz, do Governo Federal. Na ocasião, o ministro também anunciou futuras medidas de combate à seca e entregou equipamentos para a modernização da agricultura familiar.

O programa Criança Feliz, aderido pelo Estado de Sergipe, vai beneficiar 7.500 crianças, em 62 municípios, com a visita de assistentes sociais que vão orientar famílias a respeito de proteção, estímulo e garantia de saúde. O deputado Fábio Reis comemorou o interesse do governo estadual em aderir ao programa. “Estamos cuidando do futuro do nosso país ao cuidarmos das nossas crianças”, afirmou.

O termo de adesão do Governo de Sergipe ao programa prevê a criação de um Comitê Gestor Intersetorial, com a participação de representantes das secretarias de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos, Justiça, Educação, Saúde e Cultura.

O ministro Osmar Terra comunicou que retornará ao estado em 60 dias, quando fará o anúncio dos recursos extras que serão destinados ao combate à seca, principalmente na região do semiárido sergipano. Entre as ações estão a utilização de caminhões pipa e cisternas. “Esta é uma grande conquista minha e do governador Jackson Barreto, que vai amenizar os efeitos da maior estiagem dos últimos 100 anos que estamos enfrentando. Sergipe foi muito beneficiado com a visita do ministro Osmar Terra, que ainda voltará com mais notícias boas para o nosso estado. Só temos a agradecer", frisou Fábio Reis.

-

 

Previdência

O presidente da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia, afirmou na última segunda-feira, 20, que, caso a reforma da Previdência não seja aprovada,o dia seguinte será de caos econômico no País. “Haverá um forte crescimento da taxa de juros e a perda definitiva da credibilidade no Brasil para receber investimentos no setor privado, além de ser a sinalização da continuidade do desemprego e da perda da renda do trabalhador”, ressaltou o parlamentar.

Para Maia, a reforma, se aprovada, também trará benefícios a curto prazo, como a redução da taxa de juros, o que fará com que empresas e cidadãos endividados repactuem suas dívidas em condições melhores. Segundo o presidente, a reforma garante ainda o piso de um salário mínimo para aposentadoria, o que vai possibilitar aposentadoria integral para mais de 60% dos brasileiros. “Precisamos falar a verdade: se a reforma da Previdência não for feita, vamos ter um aumento brutal do desemprego, índice herdado pelo atual governo em 14 milhões de pessoas, e a taxa de juros vai voltar para 20%, 30%, 40% e 50%, porque a inflação voltará”, reforçou.

-

 

Emergência

Em audiência com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, o líder do governo no Congresso Nacional, André Moura (PSC-SE), solicitou informações do andamento das ações que estão sendo desenvolvidas nos municípios atingidos pela seca que estão em estado de emergência, em especial os do estado de Sergipe.

Em março, os municípios de Capela e Carira tiveram reconhecida situação de emergência por meio de portaria, vigente por 180 dias. O ministro informou que as prefeituras devem solicitar o apoio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) para ações de socorro e assistência à população, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de áreas atingidas. Disse também que, para ter acesso a recursos materiais e financeiros de apoio emergencial disponibilizados pela Sedec, os municípios devem apresentar o Plano Detalhado de Resposta (PDR), por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID) disponível no site do ministério.

O reconhecimento federal, segundo André Moura, é de fundamental importância para os municípios. “As prefeituras podem requisitar a aquisição de cestas básicas, fazer a renegociação de dívidas no setor de agricultura e pedir auxílio do BNDES para retomar a atividade econômica”, destacou.