Brasil encara Uruguai em Montevidéu

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/03/2017 às 00:48:00

O Brasil enfrenta o Uruguai esta noite no Estádio Centenário, em Montevidéu pela 13ª rodada das Eliminatórias Sul-americanas da Copa do Mundo da Rússia. Esse é o principal destaque da rodada, envolvendo as duas melhores seleções até o momento. O líder Brasil encara o vice-líder Uruguai às 20 horas (de Brasília).

Bem, se o retrospecto recente servir de parâmetro, dificilmente a Seleção volta da capital uruguaia derrotada: há 15 anos o Brasil não sabe o que é derrota diante do Uruguai. O último revés foi em Junho de 2001 - em jogo válido pelas conturbadas Eliminatórias para o Mundial de 2002 (vencido pelo Brasil). De lá para cá foram três vitórias brasileiras e cinco empates - dois deles decididos nos pênaltis com a Seleção Canarinho levando a melhor.

Tite estará em campo nesta quinta-feira, para defender a sua invencibilidade com a Seleção Brasileira. Mas o adversário é um histórico e indigesto Uruguai, dentro do estádio Centenário, em Montevidéu. Se vencer, a amarelinha se isolará ainda mais na liderança e fica já com um pé no Mundial, restando quatro jogos para a decisão.

Com 27 pontos, o Brasil tem apenas uma derrota, quando caiu para o Chile na estreia, ainda com Dunga. O antigo treinador ainda teve vitórias contra a Venezuela e Peru, por 3 a 1 e 2 a 0, respectivamente e três empates: com Argentina por 1 a 1, Paraguai por 2 a 2 e justamente o Uruguai, dentro da Arena Pernambuco, também por 2 a 2. Tite chegou na 7ª rodada e emendou seis vitórias consecutivas, contra Equador, Colômbia, Bolívia, Venezuela, Argentina e Peru.

E o Uruguai é o vice-líder, com 23 pontos, mas que vem de uma derrota para o Chile na última rodada. O time de Juan AntonioPizzi chegou aos 20 pontos, igualado com o Equador e terá pela frente a Argentina no estádio Monumental de Nuñez, às 20h30. O adversário aparece com 19 pontos na quinta posição, brigando pela repescagem. Já o Equador, que fecha o G4, viaja até assunção enfrentar o Paraguai, que tem 15 pontos, às 20 horas.

Afastados da briga, a lanterna Venezuela, com apenas cinco pontos, receberá o Peru no Monumental de Maturín, às 20h30, enquanto a vice-lanterna Bolívia, com sete, viaja até Barranquilla enfrentar a Colômbia às 17h30. Colômbia ainda sonha com a vaga, com 18, enquanto o Peru tem 14, um pouco mais afastado.

Independente do retrospecto, o Brasil entra em campo como favorito, pela belíssima campanha: venceu os seis últimos embates que disputou e segue 100% sob o comando de Tite (3 x 0 Equador, 2 x 1 Colômbia, 5 x 0 Bolívia, 2 x 0 Venezuela, 3 x 0 Argentina e 2 x 0 Peru). Apesar de ter toda a base do grupo vitorioso mantida, o técnico brasileiro terá que lidar com a sentida ausência de Gabriel Jesus - artilheiro da ‘era Tite’ e um dos pilares da renovada Seleção. Roberto Firmino, do Liverpool, será o substituo da jóiaex-Palmeiras.

Veja todos os jogos da 13ª rodada:

Quinta-feira 23/03/2017

Metropolitano Barranquilla 17h30 - Colômbia x Bolívia

Defensores delChaco 20h00 - Paraguai x Equador

Centenário 20h00 - Uruguai x Brasil

Monumental de Núñez 20h30 - Argentina x Chile

Monumental de Maturín 20h30 -  Venezuela x Peru