Servidores de tribunal conhecem novas ferramentas de informática

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/03/2017 às 02:25:00

A Diretoria de Modernização e Tecnologia (DMT) do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE) apresentou aos servidores de diversas áreas as mudanças que a nova gestão fará na área tecnológica. A apresentação, conduzida pelo diretor Cláudio Luiz da Silva, ocorreu nesta sexta-feira, 24, no auditório do TCE.

Cláudio explicou aspectos sobre as novas ferramentas e as diferenciou das antigas que, de acordo com ele, tiveram a sua importância, mas já sofrem limitações devido à evolução da tecnologia. As principais transformações serão na substituição do sistema de auditoria Sisap pelo Sagres, que é mais moderno e trabalha de maneira padronizada dos dados; no controle de processos, pois antes era de uso local e passará a ser em rede e ubíquo e na diminuição da quantidade de papel utilizada no TCE, uma consequência destas novas ferramentas.

“Mostramos para os servidores do TCE as novas ferramentas que mudarão o modelo de negócios do Tribunal de Contas. Desde os procedimentos de análise e captura de informações dos jurisdicionados, até o planejamento, controle e execução da auditoria, que é a atividade principal do Tribunal. Depois desta apresentação mais conceitual, seguiremos para uma bateria de treinamentos mais específicos sobre todas as ferramentas que vão compor um conjunto de procedimentos que serão adotados”, detalhou Cláudio Luiz.

Na abertura do evento, o conselheiro presidente, Clóvis Barbosa, afirmou que o processo de modernização das ferramentas utilizadas entre TCE e jurisdicionados era o foco desta gestão. Explicou que todos os presidentes que passaram pelo Tribunal deixaram a sua contribuição nas ações efetuadas, a exemplo da implantação do antigo sistema de auditoria utilizado pelo Tribunal, mas que havia uma necessidade de melhoria na área de tecnologia para que a fiscalização torne-se mais célere e menos sujeita a falhas.