Parceria entre Secult e Sebrae leva SE para a Feira da Música de Fortaleza

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/08/2012 às 01:13:00

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult) estará presente na Feira da Música 2012, que acontece em Fortaleza, no período de 22 a 25 de agosto. O evento, que está em sua 11ª edição, se tornou referência para negócios da música. Atualmente, a feira inspira a realização de eventos em todo o país e é exatamente essa experiência de êxito dos realizadores cearenses que a Secult irá conhecer in loco.
O coordenador de música da secretaria, Edézio Aragão, que irá representar a Secult no evento, participará de reuniões com a organização do evento e das atividades da feira, que incluem Rodas de Negócios. "Iremos colher informações e conhecer essa experiência que deu certo lá em Fortaleza. Hoje a Feira da Música de Fortaleza é uma das mais importantes do país, então temos muito o que aprender com o pessoal de lá", destaca Aragão.

Ele aponta como um dos principais diferenciais da Feira a forma como a organização é feita, a partir de um formato que favorece a construção coletiva. O evento é uma realização da Associação dos Produtores de Disco do Estado do Ceará (Prodisc) e é reconhecido como um importante espaço para a discussão de novos modelos e formatos de organização do setor, reunindo toda a cadeia produtiva.
Além de conhecer a experiência dos organizadores do evento, o coordenador de música da Secult explica que, a partir de uma parceria com o  Sebrae, estará disponibilizando um ônibus para os músicos sergipanos que foram selecionadas para se apresentar na mostra que acontece dentro da Feira, são eles: a banda Ferraro Trio, Alex Santana e a Coutto Orchestra de Cabeça.

"A ida dos músicos e dos produtores sergipanos é uma importante ação de intercâmbio que estamos promovendo em parceria com o Sebrae. Essa é uma oportunidade única para esses profissionais, que estarão mostrando o seu trabalho para um público especializado e que terão contato com outras formas de se pensar o mercado e a música dentro de uma discussão mais ampla", destaca Aragão.
Além disso, o ônibus irá levar produtores e músicos sergipanos que queiram conferir o evento e trocar experiências com os profissionais da música, a exemplo do músico Robson Lira, do projeto de reggae Ato Libertário. Para ele, a ida à Fortaleza será a realização de um antigo sonho. "Sempre tive muita vontade de ir para a Feira da Música porque lá é um espaço que dá para ter contato com músicos e bandas dos quatro cantos do país e conhecer novas tendências da música", explica.

Robson conta que vai tentar aproveitar ao máximo tudo que a feira oferece e pretende participar das oficinas, principalmente na área de trabalhos experimentais e produção musical. "Essa área de produção me interessa muito porque uma nova tendência é que as próprias bandas cuidem de seu trabalho, sem precisar da figura do produtor. Então, quero ver se consigo algumas dicas nessa área".