A desunião da bancada federal

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 01/04/2017 às 00:58:00

Uma indicação política do senador Antônio Carlos Valadares (PSB), a presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, passou o dia ontem em Sergipe tratando do projeto executivo do Canal de Xingó, que será a redenção da crise hídrica no estado.

Pela manhã, Kênia se reuniu com os dirigentes da Codevasf em Sergipe tratando dessa questão. À tarde, às 16h, esteve no Palácio dos Despachos também discutindo a retomada do projeto do Canal de Xingó com o governador Jackson Barreto (PMDB), alguns parlamentares e secretários de Estado.

O encontro de ontem foi resultado da iniciativa do governador, que retomou o debate sobre a importância da obra para Sergipe, mediante o agravamento da seca. O primeiro passo foi dado quando JB pediu audiência ao líder do governo no Congresso Nacional, André Moura (PSC), para pleitear recursos para elaboração do projeto executivo do canal e ela aconteceu há cerca de 15 dias, em Brasília, com a presença da bancada federal aliada.

O pleito começou a ser atendido na última quarta-feira, quando o governador recebeu a informação de André Moura de que havia conseguido, junto ao governo federal, os R$ 20 milhões para o projeto, que prevê, na primeira fase, uma construção que abrange desde a captação de água no reservatório de Paulo Afonso (BA), passando por Santa Brígida (BA), Canindé de São Francisco (SE), chegando a Poço Redondo (SE).

Já nas fases seguintes, o canal se estenderá por Porto da Folha, Monte Alegre de Sergipe e Nossa Senhora da Glória onde irá bifurcar até Carira e Ribeirópolis.

À noite, no auditório da Aease, Kênia conduziu a palestra promovida pela Codevasf com o tema “Canal Xingó – Concepção Técnica, Potencialidades e Perspectivas”. Na oportunidade, foi instalado o Fórum Permanente de Convivência com a Seca – Canal Xingó, instituído pela Aease e OAB/SE, que vai ser integrado por instituições afins ao setor agropecuário. 

A passagem de Kênia Marcelino por Sergipe tratando do Canal de Xingó mostrou que a bancada federal de Sergipe continua desunida para defender os interesses de Sergipe. No Palácio dos Despachos só estavam presentes os deputados federais Laércio Oliveira (SD) e Jony Marcos (PRB).

Já na Aease, compareceu o senador Valadares (PSB) e os deputados federais Valadares Filho (PSB) e Laércio Oliveira.

A própria presidente da Codevasf, que sabe bem da desunião da bancada federal de Sergipe, pediu pela unidade da bancada. Laércio, ao usar da palavra, disse que como coordenador da bancada eleito pela maioria vem trabalhando para fazer valer a unidade. “Se não construirmos a unidade, não chegaremos a lugar nenhum”, frisou.

A mais pura verdade, pois só a união faz a força!

.............................................................................................

Em caixa

A presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, informou ontem na reunião no Palácio dos Despachos que a companhia já tem assegurado R$ 5,8 milhões para o projeto básico referente a primeira fase do canal, com 144 km, cuja obra está prevista para começar em 2018. Os R$ 16 milhões restantes foram assegurados ao governador Jackson Barreto (PMDB) pelo líder do governo no Congresso Nacional, André Moura (PSC). 

 

Satsifação

O governador disse na reunião que pela primeira vez estava assistindo em Sergipe um compromisso mais sério e efetivo de construção do Canal de Xingó. “A sociedade despertou para um projeto fundamental para Sergipe com essa crise hídrica”, afirmou, enfatizando que ficou satisfeito com as informações recebidas.

 

Descrente no governo Temer

O deputado federal Jony Marcos (PRB) foi duro na sua exposição na reunião no Palácio dos Despachos. Disse que estava cansado de tanto lenga-lenga, de reuniões que não resolvem nada, mas que estava torcendo para que a questão do Canal de Xingó fosse resolvida e licitada logo. Jony ainda está engasgado com o governo federal por ter assegurado, em solenidade no Palácio do Planalto, que baixaria imediatamente o valor do milho subsidiado e não fez isso até agora.

 

Corte de energia 1

Quando esteve ontem de manhã na Codevasf, em reunião com diretores, Kênia Marcelino passou por um grande constrangimento. É que chegaram funcionários da Energisa com ordem para cortar a energia elétrica da sede e do perímetro irrigado Jacaré Curituba por um débito acumulado de nove meses em torno de R$ 5 milhões.

 

Corte de energia 2

Na tentativa de evitar o corte do fornecimento de energia, principalmente no perímetro irrigado, o que geraria grandes prejuízos, Kênia pediu uma reunião com a diretoria da Energisa. Ficou marcada para às 11h um encontro com o diretor comercial Wellington Aranha.

 

Corte de energia 3

Como a presidente da Codevasf acabou não comparecendo à reunião que ela mesma havia solicitado, a direção da Energisa se reuniu à tarde para definir se segue em frente com a decisão de proceder com o corte de energia na sede da companhia e nos demais perímetros irrigados: Propriá, Betume, Cotinguiba Pindobá e o Jacaré Curituba.

 

Corte de energia 4

A Codevasf dispõe de uma liminar proibindo a Energisa de cortar a energia dos perímetros irrigados, mas a empresa tem a pretensão de fazer o corte para tentar receber o valor devido e pagar a multa pelo descumprimento da liminar.

 

Corte de energia 5

Na reunião no palácio, Kênia falou da ameaça do corte de energia e disse que ficou “desesperada” com a possibilidade disso acontecer nos perímetros irrigados, pelo prejuízo aos produtores. “Estamos lutando para conseguir os recursos para pagar o que é devido”, afirmou.

 

Esclarecimento da Codevasf 1

Sobre a ameaça do corte de energia em perímetros irrigados, a assessoria de comunicação da companhia informou que já viabilizou os recursos orçamentários necessários para o pagamento das faturas de energia dos projetos irrigados Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume, que totalizam R$ 1,020 milhão. 

 

Esclarecimento da Codevasf 2

Informa que os investimentos permitirão a continuidade da produção nos projetos responsáveis pela produção de 40.000 toneladas de alimentos (principalmente arroz), gerando um valor bruto da produção de R$ 32,6 milhões, beneficiando diretamente 1.600 famílias e gerando 8.000 empregos diretos e indiretos, no ano de 2016. No projeto Jacaré/Curituba, que beneficia diretamente 750 famílias, existem 1.860 hectares irrigados, gerando 2.800 empregos. 

 

Esclarecimento da Codevasf 3

 

Com relação ao corte de energia na sede da Superintendência Regional, localizada em Aracaju, foi revelado que as faturas referentes às contas de energia da sede da Companhia encontram-se em dia, não existindo débito pendente de pagamento com a Energisa.  A coluna tem informação que o débito é de R$ 7 mil, referente a dois meses.

 

Esclarecimento da Codevasf 4

Foi informado ainda que a Presidência da Codevasf, apesar de não haver agendado qualquer reunião com a diretoria da Energisa, está à disposição da concessionária para tratativas e entendimentos relacionados ao problema relatado. E que a Codevasf, em conjunto com o Ministério da Integração Nacional, está envidando esforços no sentido de viabilizar os recursos orçamentários e financeiros para quitação dos débitos do Projeto Jacaré Curituba. 

 

Reconhecimento público

Do jornalista Cláudio Humberto em entrevista a Carlos Batalha, da rádio Jornal AM, sobre a atuação política de André Moura como líder do governo no Congresso Nacional: “André é muito reconhecido pelos colegas e, principalmente, pelo presidente Michel Temer. Mesmo com contingências políticas na Câmara, havendo um revezamento de posições, e o presidente não abriu mão da permanência dele como líder no congresso. É um político do ponto de vista nacional, emergente, e tem feito um trabalho reconhecido".

 

Eleição complementar 1

Nesse domingo terá eleição complementar em 12 municípios de seis estados (PR, SC, SP, RO, SE e PE) para escolher prefeitos e vice-prefeitos, em razão dos candidatos mais votados na eleição de outubro de 2016 terem tido os registros de candidaturas cassados pela Justiça Eleitoral. Em Sergipe, a eleição acontecerá no município de Carmópolis, quando estarão na disputa os candidatos a prefeito Volney Leite (DEM), tendo como vice Alberto Narcizo da Cruz Neto (SD), e Luiz Guimarães (PSB), tendo como vice Gladson Garcia Araújo (PMDB). 

 

Eleição complementar 2

Volney, o candidato mais votado para a Prefeitura de Carmópolis em 2016, teve o registro de sua candidatura indeferido por conta da rejeição das contas de sua administração anterior, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE). O indeferimento foi decidido monocraticamente pelo ministro Henrique Neves, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Levado ao plenário da Corte, o julgamento do processo foi interrompido pelo pedido de vista do ministro Napoleão Nunes Maia Filho. Assim, Volney concorrerá neste domingo com o status de seu registro “deferido com recurso”.

 

Apoiadores

O senador Eduardo Amorim, o deputado federal André Moura e o ex-governador João Alves Filho (DEM) estiveram na campanha de Volney. Já Luiz Guimarães tem o apoio da ex-prefeita Esmeralda (PT).

 

Veja essa...

Em reunião do Conselho Estadual de Saúde, o secretário municipal André Sotero denunciou as agressões que tem sofrido do Sindicato dos Médicos. “João Augusto, presidente do Sindimed, e outros diretores têm usado espaços nas redes sociais para agredir a minha pessoa, insinuando que me vendi ao poder, que estou traindo a classe, que vou voltar para o banquinho do Cemar. Tenho a dizer a João e demais diretores do Sindimed que o banquinho do Cemar é o lugar onde exerço minha profissão com mais alegria”.

 

CURTAS

Os forrozeiros de Aracaju já podem se preparar para o tradicional Arraiá do Arranca Unha, no Centro de Criatividade. O governador Jackson Barreto visitou a obra ontem e garantiu que o espaço estará pronto até o São João. Com investimento de R$ 2,7 milhões, a reforma do Centro de Criatividade contempla o espaço cultural, o anfiteatro com palcos e camarins, quadras e área de lazer. 

 

“O Centro faz parte de nossa cultura, de nossos festejos. Fui criado nesse bairro, sei da importância cultural desse espaço. Este ano, teremos festejos juninos aqui. As obras estão sendo realizadas com patrocínio do Banese e estou satisfeito com o andamento dos serviços. Nosso compromisso é entregar o Centro totalmente reformado, recuperado e equipado para atender a comunidade”, disse JB.

 

Foi notada a ausência dos deputados federais da base aliada do governo na reunião sobre o Canal de Xingó: Fábio Mitidieri (PSD), Fábio Reis (PMDB) e João Daniel (PT). Segundo uma fonte, os três não foram descontentes com o governo.

 

O fato da Codevasf não vir conseguindo pagar as contas de energia elétrica da sede e dos perímetros irrigados, com ameaça de corte, levou muita gente a questionar ontem se terá condições de tocar a obra do Canal de Xingó.