Valadares em uma sinuca de bico

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 05/04/2017 às 00:09:00

Como a coluna divulgou ontem, 26 dos 29 municípios em situação de emergência no estado por conta da longa estiagem mandaram ofício à bancada federal de Sergipe reivindicando que R$ 50 milhões dos R$ 100 milhões da emenda de bancada impositiva para a Codevasf nacional sejam remanejados para o combate à seca. Eles querem que esses recursos sejam destinados diretamente aos municípios para aquisição de carros pipas e forragens para os animais.

Como coordenador da bancada federal, o deputado federal Laércio Oliveira (SD) ficou de convocar deputados e senadores para uma reunião visando discutir esse pleito dos prefeitos nos próximos dias. A intenção é marcar um encontro em Aracaju dos deputados federais e senadores com os gestores municipais.

O deputado federal Fábio Mitidieri (SD) disse à coluna que é favorável que R$ 50 milhões da Codevasf nacional sejam remanejados para o combate à seca. Antecipou que os deputados Jony Marcos (PRB), Fábio Reis (PMDB) e João Daniel (PT), como o próprio Laércio, também já se mostraram favoráveis ao remanejamento.

Para o deputado, nesse momento de seca, que tanto vem afligindo o sertanejo, é mais do que justo remanejar recursos para socorrer esse povo. Lembra que pela grande importância da construção do Hospital do Câncer, recentemente R$ 30 milhões de uma emenda de bancada da Infraero foram remanejados para o hospital.

Essa reivindicação dos prefeitos da região do sertão vai deixar o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) em uma sinuca de bico. É que foi ele que apresentou a emenda impositiva de R$ 100 milhões para a Codevasf nacional, que foi aprovada com o aval dos demais membros da bancada.

Esses recursos, segundo Valadares, que indicou a presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, serão destinados aos municípios de Sergipe do baixo São Francisco. 

Se o senador não for simpático ao remanejamento dos R$ 50 milhões para socorrer municípios que estão sofrendo com a longa estiagem, ficará mal politicamente com 29 prefeitos que não dispõem de recursos suficientes para combater a seca, a fome e a falta de água para consumo humano e animal.

......................................................................................................................

Em nome da unidade 1

O secretário nacional de finanças do PT, ex-deputado federal Márcio Macedo, retirou sua pré-candidatura a presidente nacional do PT junto com Alexandre Padilha, pela unidade do partido. Os dois, que eram pré-candidatos pela corrente Construindo Um Novo Brasil, vão apoiar a senadora Gleisi Hoffman a pedido do ex-presidente Lula.

 

Em nome da unidade 2

Em nota ontem à imprensa, Márcio agradeceu o apoio da militância petista ao seu nome como opção para a presidência nacional do PT. Disse que se associava a Lula no esforço de construir a unidade do partido e eleger a primeira mulher presidenta do PT.

 

Pró-Lula

“O grande desafio que temos para o presente é fazer as mudanças que o PT precisa e preparar o partido para o grande desafio de eleger o companheiro Lula presidente do Brasil em 2018, devolvendo assim o país ao povo, possibilitando o direito da nação de sonhar”, disse Márcio na nota.

 

Ponto de vista 1

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) acredita que o cenário nacional vai influenciar no cenário local nas eleições de 2018. “O ex-presidente Lula sendo candidato a presidente da República muda tudo. A força de Lula pode potencializar candidaturas”, avalia, enfatizando que o que o deixa aliviado é que em 2018 vão caminhar juntos o PSD, PT e PRB.

 

Ponto de vista 2

Segundo Mitidieri, o PSD, PT e PRB de Sergipe já fecharam apoio a uma eventual candidatura de Lula ao Planalto. Disse que não acha impossível o PMDB de Sergipe também apoiar Lula, por ser o PMDB um partido dividido historicamente. “O partido a nível nacional pode liberar a legenda nos estados a votar em quem quiser para presidente. O senador Roberto Requião é Lula e o governador Jackson Barreto trabalhou contra o impeachment de Dilma Rousseff”, ressalta. 

 

Ricardo com PRB

O ex-prefeito Heleno Silva (PRB) e o deputado federal Jony Marcos (PRB) conversaram na última segunda-feira, em Aracaju, com o suplente de senador Ricardo Franco (sem partido). Foi uma longa conversa sobre 2018, onde trataram de filiação, aliança e candidatura majoritária.

 

Ricardo com PTB 1

Também na segunda-feira Ricardo Franco e o seu pai, o ex-governador Albano Franco (PSDB), se reuniram com o presidente do PTB, Rodrigo Valadares. Segundo Rodrigo, eles conversaram sobre o cenário político de Sergipe e como poderiam contribuir com o estado.

 

Ricardo com o PTB 2

Ressalta Rodrigo Valadares que ele fez o convite para que os dois Franco se filiem ao PTB junto com o ex-vice prefeito José Carlos Machado (PSDB). “Neste cenário, o PTB possui chances reais de estar na chapa majoritária e sermos protagonistas nas eleições do ano que vem”, acredita.

 

Mais afoitos

O PRB e o PTB são os partidos que mais estão assediando Ricardo a se filiar a legenda. Sabe-se que o sonho do empresário hoje é disputar o governo do estado em 2018, mesmo que seja por uma 3ª via.

 

Tucano no governo

O ex-presidente estadual do PSDB, Roberto Goes, deve ser nomeado nos próximos dias como diretor executivo de alguma secretaria de estado. Roberto já foi deputado estadual, prefeito de Riachão e secretário de estado da Ação Social e Agricultura nos governos Albano Franco e João Alves.

 

Segrase

Com a ida do ex-superintendente da Petrobras em Sergipe e Alagoas, Eugênio Dezen, para a Codise, o ex-deputado federal Bosco Costa (Pros) pode assumir a Segrase. O ex-prefeito Ricardo Roriz, diretor da Segrase, já está de malas prontas para deixar o cargo.

 

Posse no Despachos

Acontece hoje a posse de Rosman Pereira como secretário da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, e de João Augusto Gama como secretário da Cultura. Será às 15h30, em solenidade no Palácio dos Despachos, com a presença do governador Jackson Barreto (PMDB).

 

Posse no TRF

Jackson Barreto participou anteontem da posse da Mesa Diretora do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife. Ao lado dos governadores de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas e Paraíba, JB saudou os desembargadores federais Manoel de Oliveira Erhardt e Cid Marconi Gurgel de Souza, que assumiram as funções de presidente e vice-presidente para o biênio 2017/2019. “Não poderia deixar de participar desse momento de celebração jurídica. Como advogado e governador, sinto-me honrado em estar aqui”, disse o governador.

 

Veja essa...

Da vereadora Emília Côrrea (PEN), ontem, em discurso na tribuna da Câmara sobre algumas práticas corriqueiras na Câmara de Aracaju: “Reforço que a função do vereador não é dar dinheiro e arranjar emprego, mas sim de legislar, fazer leis e fiscalizar em prol da população. O emprego é um pedido que até podemos fazer, mas não é garantido porque dependerá do empregador. Nosso trabalho é solucionar as questões da população de forma coletiva, fazendo as indicações para o saneamento básico, saúde e outras, cobrando do executivo para que o problema seja solucionado. Todo o tempo as pessoas recorrem aos vereadores para pedirem dinheiro e isso não é bom para a cidadania. Sabemos da necessidade do povo, mas essa não é a função do vereador”.

 

CURTAS

 

O senador Valadares (PSB) participou ontem de reunião com o secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano, visando esclarecimento de dúvidas sobre a reforma da previdência. Na oportunidade, disse que do jeito que está a reforma não passa.

 

O secretário municipal de Finanças, Jeferson Passos, avalia que as finanças da Prefeitura de Aracaju devem se recuperar em 18 meses. O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) herdou uma dívida de R$ 530 milhões, além do salário de dezembro e o 13º salário do servidor que não tinham sido pagos pelo então prefeito João Alves (DEM).

 

O deputado estadual Robson Viana (PEN) recebeu na manhã de ontem, no gabinete parlamentar, a visita de cortesia do amigo Marquinhos e do suplente de vereador do município de Cumbe, Roberto. Robson vem planejando o futuro político do PEN e das eleições 2018.

 

A Câmara Municipal de Simão Dias realizou ontem audiência pública para discutir a reforma da previdência. A audiência, que teve como tema “Consequências da Reforma da Previdência na Vida do Trabalhador”, começou às 19h.