Escola José Calumby inicia atividades nesta segunda-feira

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Área interna da nova escola do Bairro Santa Maria. Foto: Marco Vieira
Área interna da nova escola do Bairro Santa Maria. Foto: Marco Vieira

Parte externa da nova escola no Santa Maria Área interna da nova escola do Bairro Santa Maria. Foto: Marco Vieira
Parte externa da nova escola no Santa Maria Área interna da nova escola do Bairro Santa Maria. Foto: Marco Vieira

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 10/04/2017 às 00:56:00

Há escolas que são gaiolas. E há escolas que são asas". O segundo trecho da frase do pensador Rubens Alves, impresso no muro da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Dr. José Calumby Filho, localizada no bairro 17 de Março, sinaliza aos moradores da localidade como será a rotina dos 250 alunos, com idade entre 1 a 5 anos, a partir do primeiro dia de aula, na próxima segunda-feira, 10.

A creche-escola, inaugurada em junho de 2016 pela antiga gestão, se manteve fechada até o momento por ter sido entregue inacabada e com diversos ajustes a serem feitos. Com os esforços do prefeito Edvaldo Nogueira, que foi responsável pela elaboração do projeto e liberação dos recursos, ainda em sua outra administração, e  prometeu à comunidade local colocar a escola em funcionamento, as obras de acabamento foram finalizadas. A Emei, agora, contempla as crianças da região e põe fim ao período de ansiedade vivido pelos moradores do bairro e pela equipe escolar.

"Estamos muito ansiosos para iniciar os trabalhos. São dez meses de expectativa já. Agora falta pouco e tudo o que era preciso foi solicitado à Secretaria Municipal da Educação, que se empenhou em solucionar as questões necessárias para que a escola estivesse pronta na data prevista para o início das aulas. Desde que a administração do prefeito Edvaldo começou temos recebido a equipe da secretaria, para que toda a estrutura física atenda as crianças da melhor forma possível", destacou Mayra de Araújo, diretora da Emei Dr. José Calumby Filho.

Entre os serviços que foram realizados para que a unidade pudesse funcionar, efetivamente, estão as instalações do gás de cozinha, do sistema elétrico e da caixa d'água. Além disso, foram concluídas as obras de acabamento das salas de aula e cozinha. Diferente de quando foi inaugurada, hoje, segundo Mayra, a creche-escola possui estrutura ampla e diferenciada para contemplar as  crianças da localidade em turmas de meio período e integral.

"A creche-escola funcionará em períodos diferenciados. A creche será integral e a escola em um período. Hoje temos quatro turmas de pré-escola de quatro anos, duas pela manhã e duas pela tarde e a mesma quantidade de turmas para crianças de três anos. Isso nos possibilitará atender um número significativo de pequenos", constatou a diretora, frisando que a finalidade é atender a capacidade máxima.

Segundo a secretária municipal da Educação, Cecília Leite, todos os esforços foram empreendidos para que a escola inicie as atividades na próxima segunda. "Realizamos desde o acabamento da estrutura física até a completa lotação  do quadro de professores, materializando um compromisso do prefeito Edvaldo Nogueira com a população do bairro 17 de Março", enfatizou.

 

Pedagogia alemã - Mas não são apenas as instalações modernizadas da creche-escola que modificarão a rotina das crianças do bairro 17 de Março, a partir da próxima semana. A metodologia inovadora, que será aplicada pela primeira vez em uma escola pública de educação infantil do Nordeste, é outro atrativo do Emei Dr. José Calumby Filho, que, segundo a coordenadora pedagógica da unidade, Antonélia Ribeiro Santos, será fundamental para despertar nos estudantes capacidade de raciocínio, equilíbrio emocional e iniciativa de ação.

 

"Com a pedagogia Waldorf, todas as atividades serão pautadas no brincar como  aprendizagem. Por isso as salas estão adaptadas com muitos brinquedos. Através das brincadeiras vamos trabalhar todos os conteúdos que são referenciais curriculares nacionais. O que muda a inspiração principal é o ritmo, porque teremos uma sequência de atividades que vão se repetir para dar à criança tranquilidade e organização mental, porque a pedagogia Waldorf tem a especificidade de envolver corpo, mente e o lado espiritual", explicou.

Segundo Antonélia, com a metodologia, que surgiu na Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial, alunos e professores se envolverão em tarefas que utilizam basicamente as mãos. "Teremos atividade de jardinagem, trabalho com cores, pintura em aquarela, culinária, incluindo o cuidado com a alimentação e trabalhos manuais. Cada dia vamos fazer uma atividade diferente, imprimindo ritmos diferentes. Vamos ajudar e favorecer no desenvolvimento da criança", frisou, acrescentando que a pedagogia foi adaptada para a realidade local.