Leandro Sena comemora vitória no clássico

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O atacante Tito foi o grande destaque do jogo e marcou o gol que abriu o marcador. Thiago Silvy saiu do banco de reservas para marcar o gol da vitória. Foto: Jorge Henrique
O atacante Tito foi o grande destaque do jogo e marcou o gol que abriu o marcador. Thiago Silvy saiu do banco de reservas para marcar o gol da vitória. Foto: Jorge Henrique

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 18/04/2017 às 00:02:00

Givaldo Batista - givaldobs@yahoo.com.br


O Confiança venceu o Sergipe por 3x2 domingo à tarde na Arena Batistão e deu um grande passo para conquistar a classificação para a grande final do Campeonato Sergipano. Agora o time tem dois compromissos pela frente para comemorar. O primeiro será contra o Itabaiana nesta quarta-feira. Mas a vitória contra os rubros foi suada e em alguns momentos ameaçada. Pois o time proletário vencia por 2x0, cedeu o empate no segundo tempo e por pouco não recebeu o terceiro gol.

A expulsão do goleiro Henrique no segundo tempo foi um fator complicador para os proletários. Mas mesmo assim os jogadores sofreram a pressão, se superaram e deixaram o campo com uma vitória histórica, que pode transformar a vida do Confiança na competição deste ano e na próxima temporada. O treinador Leandro Sena elogiou o desempenho dos jogadores dentro de campo.

Para o treinador proletário foi um clássico difícil, o jogo da superação dos proletários. E analisou a expulsão do goleiro Henrique.

- Qualquer mudança que a gente faça no goleiro com certeza vai provocar uma mudança na partida. Acredito que ele estava reclamando do laser que vinha da arquibancada e estava atrapalhando a visão dele. Mas o árbitro entendeu como uma reclamação acintosa e o expulsou. Não posso julgar a atitude dele, dizer que foi ou não prejudicial ao time. Mas foi uma circunstância do jogo. Jamais vou crucificar um jogador meu. O importante é que Silvio entrou bem- avaliou Leandro Sena.

Mas para o treinador proletário, o importante é que a vitória veio e aconteceu no último momento da partida.

- Clássico é assim mesmo. É superação, e foi assim até o fim com a conquista da vitória contra nosso maior rival. Começamos mal a corrida na luta por essa vaga na final, mas fizemos uma campanha de superação e estamos nos recuperando, alcançamos uma vaga entre os dois primeiros e agora é lutar nessas duas rodadas para manter a vaga na final.