No sangue

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Santo de casa, bom de milagre. Foto: Divulgação
Santo de casa, bom de milagre. Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 25/06/2017 às 00:27:00

Está no sangue. Nascido em Itabaiana, Mestrinho é neto do tocador de oito baixos Manezinho do Carira e filho do sanfoneiro Erivaldo de Carira. Com a música inscrita no próprio DNA, tão presente em sua vida, Mestrinho começou a tocar sanfona ainda menino, aos seis anos, quando mal podia com o instrumento. Desde pequeno foi influenciado pela música de Dominguinhos, Sivuca, Oswaldinho do Acordeon, Hermeto Pascoal, Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Gilberto Gil, Milton Nascimento, Elba Ramalho, entre outros. Mal sabia que logo seria aceito como um igual entre os seus maiores ídolos.

 

Ano passado, Mestrinho lançou o seu primeiro disco solo, batizado ‘Opinião’. Além da participação de Gilberto Gil na faixa ‘Superar’, de autoria do próprio Mestrinho, há ainda a participação de sua irmã, Thais Nogueira, na faixa ‘Arte de quem se ama’, do compositor Elton Moraes. Uma estréia feliz, sinalizando que ainda vem muita coisa boa por aí.