Preso suspeito de colaborar com quadrilha em Itabaiana

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Naninho é acusado de assaltos e invasões a residências. Foto: Divulgação/SSP
Naninho é acusado de assaltos e invasões a residências. Foto: Divulgação/SSP

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/06/2017 às 00:17:00

A Polícia Civil prendeu mais um suspeito de envolvimento com o grupo que foi detido na madrugada desta segunda-feira e acusado de assaltos e invasões a residências em várias cidades do estado. Agentes da Delegacia Regional de Itabaiana (Agreste) chegaram anteontem a José Grasiane Menezes Mecenas, o ‘Naninho’, 32 anos, acusado de ser o responsável por indicar as casas que seriam assaltadas pelos parceiros. Ele estava perdo de sua residência, no conjunto Santa Mônica, em Itabaiana.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), ele foi identificado na investigação conjunta que envolveu o Grupo de Ações Táticas do Interior (Gati) e a Coordenadoria Geral do Sistema de Inteligência de Segurança Pública (Cogesisp). A apuração envolve o roubo de uma residência no centro da cidade serrana. Segundo a polícia, ‘Naninho’ confessou a prática do crime e os outros cinco executores detalharam a sua participação por conhecer a rotina das vítimas, repassando as informações aos demais membros do grupo.

O crime foi planejado há cerca de um mês e executado na noite deste domingo, surpreendendo a vítima em sua residência. Do local, o grupo levou nove celulares, um notebook, um relógio, cartões de crédito e uma VW Saveiro Cross de cor branca. Todos os objetos foram recuperados durante a operação do Gati e os cinco envolvidos, Klerisson Candido Araujo dos Santos, Natanael da Silva Santos, Eduardo Santana Teles Junior, Karlisson Gabriel Vieira Santos e um adolescente de 17 anos, foram presos. A SSP confirmou ainda que ‘Naninho’ já foi preso durante a ‘Operação Valquíria’, deflagrada em 2013 para desbaratar uma quadrilha baseada em Itabaiana e responsabilizada por vários crimes em todo o estado, incluindo 17 assassinatos.