A preta está de volta

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Carne para contorno da poesia. Foto: Divulgação
Carne para contorno da poesia. Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/07/2017 às 00:34:00

Everlane Moraes, diretora do documentário ‘Caixa D’água – Qui lombo é esse?’ (2012), terá a sua produção mais recente exibida no Núcleo de Produção Digital, que promove a mostra ‘A preta está de volta’. A exibição se dá no contexto do projeto Ocupe a Praça, a ser realizado no próximo dia 05, em alusão ao Mês da Mulher Negra.

 

O NPD acertou em cheio. O filme mencionado, por exemplo, ponto alto da produção audiovisual de agora na terrinha, se vale do significado latejando em uma das paisagens mais caras à geografia afetiva da cidade, desde sempre irmanada à verdade dos moradores mais antigos do lugar – uma música executada em tom monocórdio, captada durante sabe-se lá quantas horas de entrevista, uma melodia que nasce no mesmo abafado dos pontos de macumba e das preces que arrastam as novenas.

Um serviço prestado à memória, no qual Erverlane empresta a própria carne para contorno da poesia.