Crise atinge o Estado

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 25/07/2017 às 00:28:00

Tribuna - Gilvan Manoel


O Produto Interno Bruto (PIB) caiu cerca de 10% nos últimos dois anos, a produção de petróleo não consegue se recuperar, a taxa de desemprego chegou a 15% e a dívida corrente líquida hoje corresponde a 60% da receita corrente líquida. Além disso, temos proporcionalmente mais analfabetos que a média do Nordeste, cresceu o número de jovens que não estudam nem trabalham, e caiu o número de domicílios atendidos com redes de esgoto, água encanada e coleta de lixo.

Este é o quadro nada positivo revelado pelo Anuário Socioeconômico de Sergipe 2017, produzido pelo Grupo de Pesquisa em Análise de Dados Econômicos, vinculado ao Departamento de Economia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), cujo conteúdo foi apresentado na manhã desta segunda-feira, no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A convite do conselheiro-presidente Clóvis Barbosa de Melo, os professores Luiz Rogério de Camargo e Wagner Nóbrega detalharam os índices mais recentes obtidos pelo Estado e municípios sergipanos em áreas como economia, saúde, educação, dívida pública, entre outras.

Para o conselheiro, a idéia é conscientizar gestores, parlamentares e a sociedade como um todo para o desempenho ruim de Sergipe nas mais diversas áreas. “Estamos perdendo espaço para outros estados e essa é uma oportunidade para conhecer a real situação de Sergipe e de cada um dos municípios”, opinou o presidente do TCE.

Segundo o professor Luiz Rogério de Camargo, o trabalho apresentado consiste num diagnóstico, não entrando no mérito das possíveis soluções. “Uma conclusão que nós temos é que as soluções são de longo prazo. Para resolver a questão do emprego, da indústria, indicadores sociais, educação, são coisas que vamos pensar em longo prazo, e pensar a longo prazo não é uma tradição brasileira. Somos muito imediatistas”, concluiu o professor.

A apresentação atraiu prefeitos e também representantes de classes empresariais e líderes sindicais, como o presidente da Central Única dos Trabalhadores em Sergipe (CUT/SE), Rubens Marques. Entre os presentes, estavam as conselheiras Susana Azevedo (vice-presidente do TCE) e Angélica Guimarães, os conselheiros substitutos Rafael Fonsêca e Alexandre Lessa, o procurador-geral do Ministério Público de Contas, João Augusto Bandeira de Mello e o procurador Eduardo Côrtes.

Também compareceram o senador Antônio Carlos Valadares; o presidente do Tribunal de Justiça (TJ/SE), desembargador Cezário Siqueira Neto; o defensor público geral do Estado, Jesus Jairo Almeida; os secretários de Estado da Fazenda, Josué Modesto dos Passos Subrinho, e da Sedetec, Augusto Carvalho; a coordenadora do Fórum Empresarial, Susana Nascimento; e a presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe (CRC/SE), Ângela Dantas.

O TCE havia convidado todos os deputados federais e senadores. O assunto parece não ter despertado a atenção da maioria dos parlamentares. (Com o TCE-SE)

-

Abandono

Para o vereador e professor Iran Barbosa (PT), a apresentação dos dados demonstra um cenário bastante delicado, que retrata o abandono, especialmente das políticas públicas voltadas para as principais áreas sociais. "O estudo mostra que vivemos em uma situação permanentemente caótica. A política educacional adotada em Sergipe é um dos exemplos dessa política de desmonte", afirmou.

 

Luciano Barreto

O ex-deputado Rogério Carvalho (PT) está convidando o empresário Luciano Barreto, do grupo Celi, para disputar a eleição na condição de seu primeiro suplente. O empresário ficou animado e pode aceitar. Com isso, reveria a candidatura do seu neto a deputado federal. Rogério deve disputar o Senado na coligação do governador Jackson Barreto.

 

Em agosto

Ainda não está definido o dia que o governador Jackson Barreto (PMDB) retorna ao Estado e reassume o cargo. Será esta semana. Mas já avisou que, no mês de agosto, vai reunir os dirigentes dos partidos que apóiam o seu governo para começar a definir a chapa majoritária do grupo. JB quer saber as pretensões de cada partido e vai mostrar a importância da manutenção da aliança.

 

Belivaldo

O vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB) se movimentou muito nesses 15 dias de interinidade no governo. Fez visitas, acompanhou obras do governo e concedeu inúmeras entrevistas, sempre mostrando que a decisão final sobre a candidatura cabe ao governador Jackson Barreto.

 

Julgamento

Está previsto para ocorrer nesta quarta-feira, no pleno do TJSE, o julgamento das ações do BNB contra as empresas agrícolas de Edivan Amorim, que foram beneficiadas com um milionário desconto em empréstimo do Banco do Nordeste pela justiça de Itabaiana. Quatro dos 13 desembargadores já se julgaram impedidos de participar do julgamento.

 

Obras

O prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) realizou, no final de semana, uma série de visitas a obras que estão sendo realizadas pela administração municipal. Ele percorreu os bairros 17 de Março, Coroa do Meio, Japãozinho e Getúlio Vargas, além dos loteamentos Petrópolis e Rosa do Sol e o conjunto Dom Pedro I. Em todas estas localidades, a Prefeitura está trabalhando intensamente, tanto na construção de escolas e reforma de praças quanto na abertura de novas vias e na pavimentação de ruas.

 

Escola

A agenda de Edvaldo se iniciou pelo bairro 17 de Março, onde a atual gestão retomou a construção da primeira escola de ensino fundamental da localidade. “Esta obra foi iniciada ainda no meu mandato anterior, mas, infelizmente, a gestão passada não deu prosseguimento. Assim que assumimos a prefeitura neste ano, retomamos o projeto. Já fizemos o telhado e, em breve, os meninos e meninas do 17 de Março não precisarão se deslocar para outros bairros para estudar”, destacou o prefeito.

 

Ônibus

O aumento de impostos sobre os combustíveis, adotado pelo presidente Michel Temer (PMDB), pode antecipar o aumento da tarifa de ônibus na Grande Aracaju. Antes do aumento, o Setransp, sindicato das empresas, já havia solicitado a elevação da tarifa para R$ 3,80, alegando que tarifa não sofre reajuste há 19 meses. A pressão contra o prefeito Edvaldo Nogueira vai aumentar, principalmente agora que a Câmara de Vereadores transferiu toda a decisão sobre o reajuste para o Executivo.

 

E pode?

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) e elaborou um Projeto de Lei que altera a Lei Antirracismo (7.716/89) para incluir entre os crimes ali previstos o de ‘fomento ao embate de classes sociais’. Além disso, quem fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos ou propaganda que utilizem a foice e o martelo ou quaisquer outros meios de divulgação favorável ao comunismo poderá ser punido com prisão de dois a cinco anos e multa, pena semelhante a prevista por apologia ao nazismo.

 

Quilombolas

Resultado de articulação entre o Incra, o Ministério Público Federal (MPF) e o Governo de Sergipe, foi assinado um termo de colaboração que vai atender aproximadamente 105 famílias da comunidade quilombola sergipana Brejão dos Negros, em Brejo Grande, com a implantação de uma unidade de beneficiamento de coco. Com investimento de R$ 355 mil, o projeto prevê a implantação de uma unidade produtiva capaz de desidratar até quatro toneladas de coco por dia. Todo o fruto processado será destinado à produção de polpa, óleo e leite.

 

Marcha

Hoje de manhã, haverá uma grande marcha em direção ao centro da cidade, percorrendo ruas e avenidas em defesa da Reforma Agrária e pela defesa de antecipação de eleições diretas para a Presidência da República. A concentração da Marcha será na Praça Ronaldo Calumby Barreto, no Conjunto Tiradentes, e está prevista para ás 8h. De lá, ela segue em direção à Superintendência Regional do Incra, onde está previsto um ato em defesa da reforma agrária, ao meio-dia, em frente a autarquia. Às 14h, a marcha tem como destino a Praça General Valadão, onde acontecerá um grande ato pelas Diretas Já, com a presença do coordenador nacional do MST, João Pedro Stédile.

 

Universal

A Assembleia Legislativa suspende o recesso na próxima quinta-feira, às 15h, para comemorar os 40 anos de fundação da Igreja Universal do Reino de Deus. A sessão foi solicitada pelo deputado Jairo Santana (PRB). A Igreja Universal foi fundada por Edir Macedo em julho de 1977, no Rio de Janeiro. Em 40 anos de existência, a instituição está presente em todo o país e também nas Américas, na Ásia, na Europa e na África. De acordo com estimativas da própria Igreja Universal, são cerca de 8 milhões de seguidores e 15 mil pastores em 105 países.

 

Em Sergipe

Com 90 igrejas e cerca de 50 mil fiéis em Sergipe, a Universal lançou no último dia 05 de fevereiro a pedra fundamental da 1ª Catedral da Fé no estado. O terreno onde está sendo erguido o novo templo fica localizado na Avenida Adélia Franco, em Aracaju, e vai comportar 2,5 mil fiéis.

 

André

Ao ser questionado ontem sobre 2018, o líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC), disse trabalhar pela reeleição. No entanto, sendo vontade do agrupamento da oposição, ele poderá, sim, disputar outro cargo. “Todo político de carreira sonha em ser governador do seu Estado. Mas, obviamente, isso só pode ocorrer respeitando o momento político e, acima de tudo, o pensamento do agrupamento do qual se faz parte”, garantiu.

 

Amorim

André Moura disse ainda manter firme o relacionamento político com o senador Eduardo Amorim (PSDB-SE) e, para marcar posição em torno de boatos sobre um rompimento, garantiu: “Estamos juntos e jamais ninguém me verá disputando o mesmo cargo que o senador. Isso é fato.”