A utilidade de um verme

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/07/2017 às 07:23:00

Rômulo Rodrigues

 

Nos últimos doze dias o impostor Temer desencadeou uma ofensiva contra a poderosa Globo que nenhum outro governo teve coragem de fazer.

O Sistema Globo que engordou graças ao apoio incondicional dado à ditadura militar e virou um partido político na redemocratização, boicotou as Diretas-já, apoiou Sarney, nomeando Ministro da Fazenda; sabotou um debate para eleger o seu candidato Collor de Melo; deu a paternidade do Plano Real a FHC, tirando-a de Itamar Franco, continua sua cruzada contra a democracia.

Como recompensa FHC encheu o seu caixa de verbas publicitárias, livrando-o da falência e deu como recompensa via BNDES, uma Rotativa de R$ 1 bilhão de reais, e no apagar das luzes, mandou a Receita Federal fazer vistas grossas ao grande laranjal plantado para sonegar centenas de milhões de dólares na cobertura da Copa do Mundo de 2002.

Para combater esses desmandos Lula e Dilma optaram por criar e fortalecer mecanismos na PGR; Ministério Público Federal; Receita Federal e Polícia Federal, para combaterem todos os crimes investigando e denunciando para que os autores fossem condenados e presos.

Ledo engano; o monstro engoliu a todos e os fez atacarem, sem medo nem piedade, a quem os tinha dado autoridade e protagonismo, criando monstros como Gilmar, Janot, Moro, Dallagnol, Limae outros.

No momento o império está sendo desafiado por quem colocou no comando do governo, derrubando uma Presidenta, cada vez mais, comprovadamente honesta.

Os contra-ataques de Temer contra a Globo resgatam o que disse o Barão de Itararé: de onde menos se espera, é daí que sai.

Como a Globo ainda não reagiu à ofensiva golpista é porque deve ter delegado a tarefa ao seu representante de Curitiba.

Desmascarado, Moro respondeu com mais disparos sobre Lula, bloqueando R$ 606 mil de suas quatro contas bancárias e sequestrando bens como dois carros usados e três imóveis; chegando ao acinte de confiscar a aposentadoria de Lula com o claro objetivo de matá-lo de fome.

A mente de Moro é tão confusa e cheia de ódio que o mais evidente ele esqueceu; confiscar o tríplex e o sítio de Atibaia, deixando claro no ato falho, que não são de Lula.

Continuando sua escalada persecutória, negou os embargos apresentados pelos advogados de defesa e decretou que a reportagem do jornal o Globo de 2010, era a prova suficiente.

Mais uma vez, em ato falho, esqueceu que reportagens anteriores diziam que lula tinha Mansão no Morumbi, Jatinho, Mercedes importada; e recentes, que denunciavam que ele era dono da OI, Friboi e Mansão em Punta del Leste.

Pela cabeça de Moro e dos alienados que o veneram, não passa a ideia que O Globo foi contra a construção da Hidrelétrica de Paulo Afonso, com argumento de que o Nordeste não precisava de Energia Elétrica e da criação do 13º salário.

Claro que para a malta de contaminados pelo ódio as medidas do Juiz são provas inequívocas de que Lula ficou rico a custa do povo.

Eles já foram doutrinados a não pararem para pensar; que fortuna que Moro surrupiou de Lula se resume a R$ 606 ml; em quatro contas bancárias declaradas no imposto de renda.

Quem tiver decência pode fazer as contas; Lula tinha R$ 118 mil em poupança que apresentou na declaração de bens em julho de 2002, para se registrar como candidato; isso daria hoje algo em torno de R$ 400 mil.

Num fundo qualquer; entre R$ 650 a 700 mil; pela taxa Selic, R$ 800 mil e no dia seguinte mandou bloquear os valores de previdências privadas de Lula e do LILS; e aí, obrigou os órgãos competentes a revelarem quem pagou e quanto, pelas palestras de Lula.

Todo esse processo só faz expor que Moro é um frustrado que não engole o sucesso de um operário que não teve um Pai influente numa Universidade Estadual queabrisse as portas para ele cursar Direito e ser Juiz sem ser Advogado e por isso não se dar ao trabalho de consultar os órgãos competentes e ver que os R$ 9 milhões do Fundo de Previdência do ILIS foram pagos por muitos dos seus patrocinadores com: Globo, R$ 450 mil; Micro Soft, R$ 375 mil; Nestlé, R$ 356,6 mil; Bank of América, R$ 876 mil; além de Lojas Americanas; Terra; Tetrapak; TV Azteca; LG; Drufy; Associação de Supermercados; Telos, que é Parceira da Abril; Folha; nenhuma citada na Lava Jato, que pagavam palestras para seus executivos saberem como fazer um País crescer apostando no Povão.

Moro tem uma causa e por ela contraria até Maquiavel, fazendo o mal aos poucos, para mobilizar os movimentos golpistas que andam falando de lado e olhando pro chão.

Enquanto isso, o ilegítimo colocado por seus patrões, usando seus serviços, se sente à vontade para cantar: Araruta tem seu dia de Mingau!

Todo o aparato midiático, sentindo-se Onipotente, monitorando o ungido Salvador da Pátria, atendendo às ordens do Patrão, Tio Sam, desferiu um golpe contra a Democracia sente que exagerou na dose ao entronar um estereótipo de Conde Drácula e sente o impacto de ver a criatura voltar-se contra o Criador.

 

Rômulo Rodrigues é militante político.