Rockabilly boca suja

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 06/08/2017 às 00:46:00

Rian Santos


Tocando alto, em prol de uma boa causa Dia 19 de agosto, a partir de 16 horas, o Capitão Cook abre as portas para arrecadar fundos destinados à expedição Humanitária do fotógrafo Victor Balde e a ONG Reviva em Moçambique (a coluna já contou essa história). Na programação, a música rebolativa da Mestre Madruguinha e o Rockabilly desbocado da Tody’s Trouble Band.

A Mestre Madruguinha vem se apresentando com razoável freqüência nos palcos da aldeia, dispensa as apresentações de praxe. Todynho, no entanto, anda meio sumido, merece algumas advertências.

Imaturos e divertidos. A síntese feita por um amigo deixa muito a desejar, mas foi acolhida como um certificado de qualidade. O rapaz é devoto dos dogmas que dissociam o rock da postura blasé que acometeu o gênero de uns tempos pra cá, quando o pedantismo intelectual assaltou meio mundo de bandas e alçou magrelos desbotados à condição de poetas sem versos. Não é o caso da Tody’s Trouble Band. Como o próprio trio deixa claro em ‘Blues da Epilepsia’, hit que embala as madrugadas do subterrâneo local, as composições da banda tratam do prosaico. “Eu gosto de mulher, de cervejinha e baseado”. Simples assim.