Moradores de Socorro fazem novo protesto

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 20/09/2017 às 06:07:00

A constante falta de ações públicas e melhorias nos serviços de saúde, educação e segurança do município de Nossa Senhora do Socorro, levou dezenas de moradores a ocupar a avenida Lauro Porto, e reivindicar do prefeito Padre Inaldo a solução para os problemas que, segundo os críticos, se arrasta desde o ano de 2014. Reunidos na área central da pista, os manifestantes impossibilitaram o fluxo de veículos por mais de duas horas. O ato aconteceu nas primeiras horas de ontem e contou com participação de representantes de seis povoados da região.

Conforme destacou a coordenação do movimento, famílias residentes nos loteamentos Sobrado, Santa Cecília, Boa Viagem, Tupiacanga, Parque São José e Parque Nossa Senhora de Fátima participaram da mobilização unificada. Ao Jornal do Dia, o morador Cleverton Dias lamentou a falta de saneamento básico, irregularidade do transporte coletivo, irregularidade na pavimentação das vias e ausência de atividades esportivas e culturais.

"Como é que podemos continuar vivendo nessas condições? O pior disso tudo é que o prefeito conhece esses problemas porque no período eleitoral ele esteve aqui e listamos tudo o que precisa mudar. Sabemos que nove meses não é possível reparar cada item dessa lista, mas é tempo suficiente para atender a pelo menos uma delas", cobrou.

Já sobre a irregularidade no Sistema Único de Saúde (SUS), a queixa é pela falta de medicamentos, baixo número de profissionais nos postos de saúde e corte no número de profissionais que promoviam atendimentos nos bairros localizado nas áreas mais extremas do município. Segundo a Prefeitura de Socorro, apesar da indisponibilidade de novas creches, essa pendência é minimizada em virtude de a gestão disponibilizar ônibus escolares os quais promovem o transporte coletivo de estudantes matriculados em escolas municipais da região. Caso o sistema esteja indisponível a prefeitura pede que o fato seja comunicado de imediato.

A prefeitura comunicou que há pouco mais de um mês se reuniu com os moradores para ter conhecimento das reivindicações e informou que as ações para melhorias devem continuar conforme previsto no orçamento e projetos do poder executivo municipal. (Milton Alves Júnior)