Zona de Expansão evolui com melhorias da PMA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A Orla Pôr do Sol mudou o cenário do Mosqueiro e se transformou num novo cartão postal
A Orla Pôr do Sol mudou o cenário do Mosqueiro e se transformou num novo cartão postal

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 09/09/2012 às 04:28:00

Os constantes investimentos realizados pela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) na área que compreende a Zona de Expansão têm transformado o cenário local e a vida dos moradores. Nos últimos seis anos, a população local já foi beneficiada com a reconstrução e reforma de escolas, com a construção da Orla Pôr do Sol, além de uma série de obras de infraestrutura.

Algumas dessas obras, além de melhorar a vida da população, modificam antigos cenários, ajudando a atrair ainda mais turistas para a capital que tem como marca registrada a qualidade de vida. Entre os mais importantes equipamentos turísticos edificados pela atual gestão municipal está a Orla Pôr do Sol, localizada no Mosqueiro. Construída em 2010, a orla tornou-se um dos cartões postais mais cobiçados da cidade, devido à exuberância das paisagens naturais e à obra, de mais de R$ 5 milhões, realizada pela Prefeitura de Aracaju.

A paisagem do local inclui mil metros de ciclovia, píer, rampa de acesso para lanchas e transportes marítimos de pequeno porte, passarela de madeira às margens do rio, parque infantil com balanços, escorregadeiras e gangorras, equipamentos de ginástica, dois quiosques, centros de cultura e de atendimento ao turista. Além disso, foram instaladas luminárias nas margens do rio, para facilitar a navegação noturna.

Educação - Dentro do projeto de revitalização e urbanismo da Zona de Expansão, a reconstrução da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) José Carlos Teixeira, executada pela atual administração, representa um significativo avanço para a vida da população local. A obra, orçada em R$ 729.989,77, trouxe à população uma inovação estrutural que conta com cinco salas, sanitários masculinos e femininos, diretoria, secretaria, almoxarifado, cozinha, duas despensas, área de serviço, quadra coberta, área de recreio, biblioteca, sala de informática e sala de professores.

Outra grande reestruturação na área educacional realizada pela PMA na Zona de Expansão está representada pela Emef Tênisson Ribeiro. Acessibilidade, modernidade e conforto são as principais características da unidade de ensino. Através de um investimento de R$ 916.019,75, a PMA ampliou a área total da escola, que agora conta com elevador, dez salas de aula, todas com mais de 50 m², laboratório de informática, biblioteca, área para recreação, refeitório, cozinha, dispensa, depósito e um amplo setor administrativo.

Novas escolas - Além das escolas já construídas, em breve os moradores receberão mais uma unidade de ensino. Ao todo, a PMA está investindo recursos da ordem de R$ 2,3 milhões na reconstrução da Emef Elias Montalvão. A estrutura inclui berçários, salas para pré-escola e Ensino Fundamental, refeitório, sala de dança, sala de vídeo, sala de artes, sala de descanso, parque infantil, biblioteca, área administrativa, rampas para garantir o acesso da pessoa portadora de deficiência, quadra coberta e estacionamento.

No último mês de julho, a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), deu início à construção da primeira unidade de ensino do bairro 17 de Março. O espaço da nova escola conta com uma área de quase cinco mil metros quadrados, onde serão atendidos alunos do ensino fundamental, com vagas ofertadas da primeira a nona séries. O prédio contará com sete salas de aulas, salas de multimídias e vídeo, espaço multieventos, biblioteca, parque infantil, cozinha, refeitório, quatro banheiros coletivos: dois femininos e dois masculinos, sala de professores, direção, secretaria e almoxarifado.

17 de Março - Cerca de R$ 1,8 milhão em recursos próprios está sendo investido para a construção da Emef que beneficiará a população do 17 de Março com o acesso mais facilitado à educação. A escola faz parte do projeto de construção do bairro em si. Edificado pela Prefeitura de Aracaju, o 17 de Março é um dos maiores marcos de revolução social na Zona de Expansão. Ele se destaca pelo tamanho, pela estrutura e também pela transformação nas vidas de milhares de aracajuanos.

Inaugurado em junho de 2010, o bairro significou acesso a moradia digna a milhares de pessoas que viviam em condições inadequadas no bairro Santa Maria. Foram entregues no bairro 956 residências, distribuídas entre 224 apartamentos e 732 casas, contempladas com as estruturas básicas para se viver com qualidade, em um local com acesso a água encanada, energia e saneamento básico.

Entre empreendimentos em execução e a ser iniciados, a previsão da atual gestão municipal é de que ainda sejam entregues mais de 1.300 residências. Desse total, 428 já foram sorteadas e em breve serão entregues a famílias egressas das áreas de risco do bairro Santa Maria, a exemplo de remanescentes do Morro do Avião e da área do Gasoduto, bem como das ocupações irregulares Arrozal, Prainha, Quirino, Água Fina, entre outras.