Jovem desaparece no mar e Pirambú e mobiliza bombeiros

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 28/09/2017 às 06:29:00

Milton Alves Júnior

 

Profissionais do Corpo de Bombeiros continuam intensificando as buscas pelo paradeiro do adolescente de 15 anos o qual teria sofrido afogamento na manhã de ontem no município de Pirambu. O sinistro, conforme informações prévias apresentadas pela corporação, ocorreu nas imediações da região conhecida como 'Boca da Barra'. Além de equipes do Grupamento Marítimo do CBM, profissionais da Marinha do Brasil estão vistoriando a faixa do litoral Norte. Pescadores contribuem com o trabalho de resgate. A perspectiva por parte dos órgãos de segurança é que o trabalho das equipes permaneça até encontrar a vítima.

De acordo com o tenente-coronel Hector Monteiro, as buscas foram iniciadas minutos após a primeira notificação chegar à base do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Até o início da noite de ontem não havia sido confirmado se o adolescente estava em companhia de outras pessoas, tampouco se estava se banhando, ou pescando. "Assim que recebemos o chamado viemos para a região indicada e começamos as buscas. Continuamos mobilizados e, caso alguém possua alguma informação que possa colaborar com o nosso serviço, basta procurar um dos nossos profissionais, ou entrar em contrato com a central de atendimento e monitoramento", pediu.

O caso de ontem chega para elevar o índice de afogamento em Sergipe. Na edição do último domingo, dia 23, o Jornal do Dia mostrou que setores da Segurança Pública Estadual e órgãos de combate a sinistros andam preocupados com o alto número de afogamentos registrados ao longo dos últimos 30 dias em toda a região litorânea do Estado. Somente no mês de agosto e primeira quinzena de setembro mais de 15 pessoas perderam a vida em virtude de afogamento. Diante dos fatos recorrentes, agentes salva-vidas pedem que todos os cidadãos ao entrarem em mares, rios e lagos, certifiquem-se que estão em um local apropriado para o banho, ou prática da pesca.

Além dos cuidados pessoais, é preciso que todos estejam atentos às mudanças climáticas. Pelo menos até a próxima sexta-feira, dia 29, quando a temperatura deve variar entre 23º de mínima e 28º de máxima; ventos de 24 km/h e 40% de chantes de chuva, é de fundamental importância que todos os banhistas e pescadores redobrem os cuidados a fim de evitar acidente os quais, na maioria das vezes, costumam deixar resquícios de fatalidade. "Estamos sempre prontos para atender as demandas, mas reforçamos a necessidade de todos atenderem aos pedidos de cuidado. Assim que tivermos informações atualizadas sobre o caso de Pirambu iremos repassando", pontuou o tenente-coronel.