Vendedor é baleado na nuca em plena Praça do Siqueira

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O vendedor recebeu um tiro na nuca. Foto: Divulgação
O vendedor recebeu um tiro na nuca. Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 29/09/2017 às 06:13:00

O vendedor ambulante Luiz Soares Lima, 18 anos, foi ferido com um tiro na nuca por volta das 9h de ontem, em plena Praça Dom José Thomaz, bairro Siqueira Campos (zona oeste). Segundo testemunhas, ele trabalhava numa barraca de frutas montada ao lado dos pontos de ônibus, quando foi surpreendido pela chegada de um desconhecido que, após passar um tempo ao celular, aproximou-se da banca e disparou pelas costas da vítima. O crime foi presenciado por várias testemunhas, já que a praça é uma das mais movimentadas do bairro.

A policia apurou que o atirador chegou e fugiu a pé, caminhando normalmente, tendo parado ao lado de uma placa para falar ao telefone. Soares não teve chances de defesa e esperou cerca de 20 minutos pela chegada do socorro, conforme a reclamação de algumas testemunhas. Após esta espera, uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestou os primeiros socorros e levou o vendedor ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), onde passou por cirurgia e ficou internado em observação.

Até o fim da tarde de ontem, segundo a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), o paciente encontrava-se em quadro de saúde estável e controlado. O crime será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O autor da tentativa de homicídio ainda não foi identificado e os motivos do crime ainda são igualmente desconhecidos. 

Em pouco mais de 24 horas, este foi o segundo crime com pessoas feridas a tiros na região do Siqueira Campos. Por volta das 7h30 desta quarta-feira, um vigilante foi baleado durante uma tentativa de assalto à guarita da gerência metropolitana da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), na Rua Paraíba, a poucas quadras da Praça Dom José Thomaz. O crime foi cometido por dois homens que tentaram levar um revólver do local. O funcionário, que estava desarmado, foi operado no Huse e está fora de perigo.