Interno da Usip é hospitalizado com meningite

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/10/2017 às 06:26:00

A Fundação Renascer confirmou ontem a detecção de um caso de meningite na Unidade Socioeducativa de Internação Provisória (Usip), no Capucho (zona oeste). Um adolescente que estava detido na unidade foi socorrido na manhã do sábado, após vomitar e apresentar outros sintomas da doença. Ao ser atendido no posto médico, os funcionários confirmaram a suspeita de meningite e o menor foi logo internado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

De acordo com a assessoria da Renascer, ele chegou a ficar em estado grave na Ala Vermelha, mas o quadro de saúde melhorou e o paciente foi transferido para a Ala Verde. Os médicos do Huse avaliaram que o menor não apresentou risco de contaminar outras pessoas com o agente causador da doença, mas determinaram que ele fique entre sete e 10 dias internado em observação. A Renascer informou que, caso a Justiça determine a liberação do adolescente, ele deve ser enviado diretamente para a casa da família.

A Fundação assegura que não há surto de meningite na Usip, que nenhuma outra pessoa apresentou sintomas da doença, e que todas as providências foram tomadas para evitar o surgimento de outros casos. Equipes de vigilância sanitária e epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) estiveram na Usip e realizaram serviços de monitoramento, limpeza, desinfecção e higienização do local, tendo ele passado por três sessões de limpeza. Sete adolescentes que dividiam a cela com o menor foram vacinados, bem como todos os agentes e funcionários que tiveram contato com ele ou tentaram limpar o local onde o menor vomitou.

A direção da Renascer deve tomar outras medidas após o resultado de um boletim técnico preparado pela Vigilância Epidemiológica para identificar a origem do agente causador da meningite. A suspeita é de que o menor teria sido contaminado por alguém de fora do ambiente da Usip. A meningite é a inflamação das membranas que revestem o cérebro e a medula espinhal, podendo ser causada por vírus, bactérias ou outros micro-organismos. Seus sintomas mais comuns são dores fortes de cabeça, rigidez de nuca associados, febre alta, vômito e confusão mental, entre outros. (Gabriel Damásio)