Plenária discute mapeamento de políticas públicas sobre drogas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/10/2017 às 00:23:00

Discutir políticas de enfrentamento às drogas tornou-se uma necessidade de sobrevivência para a juventude brasileira, cuja mortalidade é apresentada em pesquisas que associam óbitos deste grupo populacional às atividades e comportamentos diretamente ligados às substâncias lícitas e ilícitas. O problema avança, mas permanece invisível pela falta de um mapeamento estatístico de ações que atendam a real dimensão da sua presença na sociedade.

É com a proposta de discutir este problema, que nesta quarta-feira será realizada a plenária estadual do Observatório Popular de Políticas sobre Drogas – OPPD Racial. O evento acontecerá no Centro Cultural de Aracaju, na Praça General Valadão, no centro da capital sergipana, no horário das 8h às 17h.

A plenária terá como tema “Por uma nova Política sobre Drogas – OPPD Racial”. O objetivo da ação é mapear as políticas públicas sobre drogas nos 13 estados das regiões Sudeste e Nordeste a partir de uma plataforma digital colaborativa para dimensionar a real situação dessas regiões brasileiras dentro da questão das drogas.

A ferramenta digital receberá informações sobre o tema por diferentes fontes e pessoas interessadas, como estatísticas, projetos, leis, iniciativas de ativistas, entre outras contribuições, que serão avaliadas pelos pesquisadores do projeto e aberta ao acesso público. Também será formado um comitê de governança do projeto para dar encaminhamentos às informações colhidas.

O resultado do mapeamento será divulgado em Salvador em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos através de um seminário internacional.

O OPPD Racial é uma iniciativa desenvolvida pelo Coletivo de Entidades Negras (CEN), entidade nacional do movimento negro, e apoiada pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), além da Open Society Foundations.  O CEN é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, constituída com a finalidade de garantir direitos para as populações negras em seus múltiplos contextos e dimensões.