Orla da Atalaia vira espaço de conscientização contra o trabalho infantil

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A secretária Eliane Aquino participou da programação. Foto: Ana Lícia Menezes/PMA
A secretária Eliane Aquino participou da programação. Foto: Ana Lícia Menezes/PMA

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 08/10/2017 às 06:47:00

A Orla da Atalaia é um dos principais pontos de turismo e lazer em Aracaju. Movimentando milhares de pessoas, principalmente nos finais de semana, ela também de torna ponta estratégico para ações voltadas para a conscientização. E foi com esse norte que equipes da Secretaria Municipal da Assistência Social e da Cidadania (Semasc), da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e da Secretaria Municipal da Educação (Semed) realizaram, na noite desta sexta-feira uma ação de enfrentamento ao trabalho infantil. A atividade faz parte de um trabalho continuado que teve início no dia 12 de junho, data em que se comemora o Dia Nacional de Luta Contra o Trabalho Infantil.

A faixa hasteada pelos profissionais envolvidos era clara: “Quanto mais você fechar os olhos mais você vai ver”. Através dela, o intuito era chamar a atenção para um problema que ainda não foi efetivamente solucionado e, de forma, muitas vezes, camuflada, tem ceifado a infância de diversas crianças Brasil a fora. Com atividades lúdicas, apresentações culturais e panfletagem, a ação chamou a atenção de quem passava pela Orla.

A secretária da Assistência Social e Cidadania e vice-prefeita de Aracaju, Eliane Aquino, esteve presente na ação. Segundo ela, é preciso colocar um fim na naturalização do trabalho infantil. “O combate ao trabalho infantil é extremamente necessário. Queremos chamar a atenção da sociedade para que as nossas crianças tenham a opção de estarem em casa ou na escola. A Prefeitura de Aracaju tem esse papel de cuidar para que as crianças não entrem na mendicância do trabalho infantil. A Semasc e demais secretarias tem esse foco para que as crianças se desenvolvam da maneira que merecem. Queremos apresentar novos horizontes para quem é, na verdade, o nosso futuro”, ressaltou.

Paralelo às atividades nas ruas, a secretaria tem trabalhado ainda na capacitação de servidores de diversas pastas a respeito do tema. “Essas ações seguirão durante os quatro anos dessa gestão. Atualmente, fechamos uma parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS) para fazer o diagnóstico do trabalho infantil em Aracaju e, a partir dele, poderemos traçar outras estratégias de erradicação”, explicou Lucimeire Amorim.