Operação no Guajará prende suspeitos de assalto e homicídio

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
ARMAS E OBJETOS APREENDIDOS DURANTE A OPERAÇÃO. Foto: Divulgação/SSP
ARMAS E OBJETOS APREENDIDOS DURANTE A OPERAÇÃO. Foto: Divulgação/SSP

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 11/10/2017 às 06:02:00

Um adolescente de 17 anos foi detido e dois adultos, identificados como José Vitor dos Santos e Eider Lima Santos, foram presos na manhã de ontem, durante uma operação conjunta de policiais do Departamento de Crimes contra o Patrimônio (Depatri) e do Grupo de Ações Táticas do Interior (Gati). As buscas aconteceram no loteamento Guajará, em Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju). Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), eles são investigados por crimes de assalto e homicídio cometidos na capital.

Dentre os crimes atribuídos aos acusados, estão um assalto à Central de Abastecimento de Aracaju (Ceasa), no bairro Getúlio Vargas (zona oeste), e o atentado a tiros ocorrido em 23 de julho deste ano dentro do Mercado Thales Ferraz, no Centro. Este crime resultou na morte do capoeirista José Walter Santos Filho, 32 anos, e deixou outras três pessoas feridas. Com os acusados, foram apreendidos uma escopeta e munições calibre 12, uma espingarda caseira e munições de vários calibres de pistola, colete balístico, facas, sete aparelhos celulares e um notebook.

O grupo já vinha sendo investigado pelo Depatri, que chegou até o local onde os suspeitos estavam morando. Com o apoio das equipes do Gati, os policiais do Departamento foram até o Guajará, onde fizeram o cerco e capturaram José Vitor, Eider Lima e o adolescente com 17 anos. Com eles foram encontrados armas, munições, colete e produtos de origem ilícita. O trio foi encaminhado até a sede do Depatri, onde foi interrogado e autuado em flagrante por porte ilegal de arma. Os acusados serão apresentados hoje em audiência de custódia no Fórum Gumercindo Bessa.