Suspeitas de estelionato são presas em Itabaiana

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
As duas foram presas em Itabaiana. Foto: Divulgação/SSP
As duas foram presas em Itabaiana. Foto: Divulgação/SSP

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 14/10/2017 às 06:35:00

Larissa Thaís Amaro de Almeida e Ana Paula do Nascimento Silva foram presas em flagrante na manhã de ontem por policiais da Delegacia Regional de Itabaiana (Agreste). Elas são suspeitas de participar de um forte esquema fraudulento realizado em uma empresa de consórcios, que lesou mais de uma dezena de pessoas no município.

De acordo com a polícia, Ana Paula trabalhava como representante da empresa de consórcios, enquanto Larissa Thaís atuava como vendedora. Elas teriam usado outros funcionários para distribuir panfletos falsos, nos quais divulgavam a oferta de empréstimos em valores altos. As vítimas acabavam atraídas pela promessa do crédito fácil e rápido. Pelo que foi esclarecido, a fraude era realizada no momento em que as pessoas assinavam o contrato, pois, ao invés de estarem fazendo empréstimos, na verdade as vítimas estavam adquirindo consórcios.

Além disso, a dupla exigia que as vítimas realizassem um depósito inicial que variava entre R$ 445 e R$ 6.940, como condição para liberação do falso crédito.  As acusadas ainda orientavam as vítimas a informar no contato telefônico com a empresa que fizeram consórcios e não empréstimos, e assim os valores seriam creditados de imediato. Outro fato detectado nas investigações é que mesmo com as pessoas fazendo a solicitação do cancelamento dos contratos, as acusadas não realizavam o procedimento e ainda ficavam com os valores que haviam sido depositados pelas vítimas.

Até o momento, dez boletins de ocorrência foram registrados na Delegacia Regional de Itabaiana, mas os delegados Fábio Santana, Lauana Guedes e Cledson Ferreira,, que trabalham no caso, acreditam que o número de vítimas deve ser muito maior. Thaís Amaro e Ana Paula foram autuadas em flagrante e se encontram a disposição da Justiça. (da SSP)