As emendas de bancada

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 20/10/2017 às 06:50:00

A bancada federal de Sergipe apresentará cerca de R$ 1bilhão em emendas coletivas ao Orçamento Geral da União do exercício de 2018. Das 15 emendas de bancada duas são impositivas, ou seja, são de execução obrigatória com a garantia constitucional da liberação dos recursos.

 

As duas emendas impositivas foram apresentadas pelos parlamentares da situação e do governo.  A da situação é de apoio a manutenção de unidades de saúde, no valor de R$ 81.247.495,00, sugerida pelo governador Jackson Barreto (PMDB), A da oposição é de apoio a projetos de desenvolvimento sustentável local integrado a aquisição de equipamentos de maquinários, cujos recursos destinados a Codevasf correspondem a R$ 81.247.495,00, que vão beneficiar 41 municípios do Vale do São Francisco.

 

Somente quatro municípios foram contemplados diretamente com emendas: Aracaju, que ficou com uma, e os municípios do interior Lagarto, Itabaiana e Nossa Senhora do Socorro, com duas cada um. As demais emendas contemplam municípios e o Estado de um modo geral.

 

Aracaju ficou com uma emenda para a saúde na ordem de R$ 120 milhões; Lagarto conquistou duas emendas de bancada no valor de R$ 140 milhões, sendo R$ 40 milhões para educação superior e R$ 100 milhões para desenvolvimento urbano; Itabaiana ficou também com duas emendas totalizando R$ 140 milhões, sendo R$ 100 milhões para desenvolvimento urbano e R$ 40 milhões para construção de um terminal rodoviário.

 

Já Nossa Senhora do Socorro, o maior município do interior de Sergipe, com cerca de 180 mil habitantes, conquistou duas emendas de bancada no valor total de R$ 170 milhões.  Um valor de R$ 70 milhões foi destinado para manutenção de unidades de saúde e R$ 100 milhões para desenvolvimento urbano.

 

Uma emenda de bancada foi destinada para a Universidade Federal de Sergipe (UFS), em São Cristovão, no valor de R$ 40 milhões, e outra para construção do Campus do Sertão, em Nossa Senhora da Glória, na ordem de R$ 40 milhões.

 

Municípios serão contemplados com uma emenda coletiva para aquisição de máquinas e equipamentos, na ordem de R$ 60 milhões. Já o Estado como um todo será contemplado com mais três emendas de bancada, sendo uma no valor de R$ 40 milhões para implantação de obras e infraestrutura hídrica; uma para aquisição de veículos de transporte escolar da educação básica, na ordem de R% 50 milhões; e outra para reestruturação e expansão de instituições federais de educação profissional e tecnológica na ordem de R$ 40 milhões.

 

Trocando em miúdos os deputados federais e senadores de Sergipe destinaram recursos do Orçamento Geral da União de 2018, através de emendas de bancada, na ordem de cerca de R$ 1 bilhão para a educação (cinco emendas), saúde (três emendas), desenvolvimento urbano (três emendas), infraestrutura (uma emenda), agropecuária (uma emenda), transporte (uma emenda) e desenvolvimento sustentável (uma emenda).

 

As emendas serão apresentadas hoje à Comissão Mista do Orçamento (CM) pelo coordenador da bancada, deputado federal Jony Marcos (PRB). O prazo para apresentação vence nesta sexta-feira.

 

................................................................................................................

 

Emendas de bancada 1

 

Os deputados federais Jony Marcos (PRB), Fábio Reis (PMDB) e Fábio Mitidieri (PSD) destinaram suas emendas de bancada para educação. Jony colocou R$ 40 milhões para construção do Campus do Sertão, em Nossa Senhora da Glória; Reis destinou R$ 40 milhões para reestruturação e expansão de Instituições Federais de Ensino Superior, construção do prédio do Centro de Simulações e Práticas do Campus Universitário da UFS de Lagarto; e Mitidieri colocou R$ 50 milhões para aquisição de veículos de transporte escolar da educação básica para o estado.

 

Emendas de bancada 2

 

O senador Eduardo Amorim (PSDB) e o deputado federal Adelson Barreto (PR) colocaram suas emendas de bancada para a área de desenvolvimento urbano. Adelson destinou R$ 100 milhões para a política nacional de desenvolvimento urbano para Itabaiana e Eduardo também R$ 100 milhões para essa área em Lagarto.

 

Emendas de bancada 3

 

O deputado federal Valadares Filho (PSB) priorizou sua emenda de bancada para a saúde em Aracaju, na ordem de R$ 120 milhões, como propôs o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) colocou a sua emenda de bancada para a construção do Terminal Rodoviário de Itabaiana, na ordem de R$ 40 milhões. Já o deputado João Daniel (PT) destinou sua emenda de bancada para o setor agropecuário, visando aquisição de máquinas e equipamentos para municípios na ordem de R$ 60 milhões.

 

Emendas de bancada 4

 

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) e os deputados federais André Moura (PSC) e Laércio Oliveira (SD) destinaram suas emendas de bancada para expansão e reestruturação de instituições federais de educação profissional e tecnológico para o Estado (R$ 40 milhões), apoio a manutenção de unidades de saúde em Nossa Senhora do Socorro (R$ 70 milhões) e implantação de obras e infraestrutura hídrica do estado (R$ 40 milhões).

 

Justificação das emendas 1

 

Valadares Filho justifica a sua emenda de bancada para a saúde em Aracaju a precariedade dos serviços de saúde oferecidos por alguns municípios sergipanos “Isso acaba fazendo com que Aracaju receba uma grande demanda de atendimentos, sobrecarregando os atendimentos da capital”, disse.  Adelson Barreto afirma que cada ano prioriza um município e como este ano destinou a emenda para Lagarto, está destinando no ano que vem para Itabaiana para o seu desenvolvimento urbano.

 

Justificativa das emendas 2

 

“Tenho sido um parceiro da UFS desde o início do meu mandato, pois acredito que investindo na educação, estamos investindo no futuro dos nossos jovens, tirando eles de casa e incentivando estudos, prática de esportes e outras atividades saudáveis”, justifica Fábio Reis. “A nossa emenda ampliará o desenvolvimento do município lagartense. A cada ano, atendemos uma área do estado de Sergipe”, disse Eduardo Amorim justificando a sua emenda para Lagarto.

 

Avaliação positiva

 

O novo coordenador da bancada, Jony Marcos, ficou satisfeito com o trabalho que realizou e com os entendimentos feitos na definição das emendas de bancada. Jony comemora o fato de ter realizado audiência pública com as presenças de parlamentares, prefeitos e do governador para definição das emendas. Ressalta que o governador Jackson Barreto (PMDB) tem de agradecer a bancada pelo apoio à emenda impositiva para a saúde.

 

Sem cabimento 1

 

Do deputado e pastor Jony Marcos à coluna sobre a informação de que ele e os pastores ex-deputados Heleno Silva e Mardoqueu Bodano teriam sido destituídos dos quadros políticos da igreja universal por renovação e que quem comandaria a política no estado seria o bispo Antônio Bulhões, com possibilidade de disputar mandato de deputado estadual em Sergipe: “Isso tem a ver com o fato de Heleno está muito bem nas pesquisas para o Senado. A quem interessa plantar isso?”.

 

Sem cabimento 2

 

Segundo Jony, essa informação é tão descabida até pelo fato do bispo Bulhões ser deputado federal por São Paulo e hoje Universal promover um grande encontro Caravana Resgate em Aracaju, que receberá a oração do bispo Sérgio Correa com a presença dele, Heleno e Mardoqueu. “Isso prova que não existe crise”, disse, voltando a questionar a quem interessa plantar isso?

 

Fora do Podemos

 

O ex-prefeito Manuel Sukita (Capela) já deixou o Podemos, após conversa, esta semana, com a direção nacional da legenda que é comandada pela deputada federal Renata Abreu (SP). Sukita, que responsabiliza o governador Jackson Barreto pela perda do comando do Podemos em Sergipe, diz que já recebeu convite para filiação dos partidos: PTB, DEM, PSD, PRP, PR, PDT e PHS. Nos próximos dias o secretário Zezinho Sobral (Inclusão Social) deverá ser anunciado pela Executiva Nacional do Podemos como o comandante do partido em Sergipe.

 

Veja essa...

 

Segundo relatório da Polícia Federal enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) e tornado público no sistema da Corte no último dia 11, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e um número registrado como sendo do ministro Gilmar Mendes, fizeram 46 ligações via Whatsapp entre fevereiro e maio de 2017. A maior parte dos contatos ocorreu entre março e maio, período em que o tucano já estava sendo investigado na Suprema Corte sob suspeita de receber propina da JBS. Viva o Brasil!

 

 

 

CURTAS

 

O governador Jackson Barreto recebeu ontem à noite, em Teresina, a medalha Grã-Cruz do Mérito Renascença Piauí. A comenda, oferecida pelo governador  Wellington Dias, comemora os 195 anos de independência do estado do Piauí.

 

Foi bem concorrido o lançamento ontem à noite do livro “Artigos Globais e Outros Textos Esparsos”, de autoria do ex-governador Albano Franco (PSDB). Entre os presentes ao lançamento, no Museu da Gente Sergipana, o ex-deputado federal José Carlos Machado e o jornalista Ancelmo Gois, que escreveu o prefácio do livro.

 

O livro é uma coletânea de artigos publicados na imprensa nacional e local, palestras e pronunciamentos. Nele, Albano analisa e opina sobre a conjuntura político-econômica e defende propostas de geração de emprego, retomada do desenvolvimento com investimentos em projetos produtivos e estruturantes. A renda obtida com venda do livro será destinada a Casa Maternal Amélia Leite.

 

Os vereadores de Socorro Vagnerrogeris Lima (PSC), Maria da Taiçoca (PSB) e Alan Mota (PDT) serão homenageados pelo Instituto Tiradentes,  como os legisladores mais atuantes do município. Serão agraciados com a Medalha Alferes Tiradentes, durante Seminário Brasileiro de Prefeitos, Vice-Prefeitos e Vereadores, a ser realizado em Salvador nos dias 26 e 27 de outubro, no Hotel Vitória Marina. Vagnerrogeris foi o mais votado dos três.

 

Depois de ser convidado para vice-líder do governo na Câmara de Aracaju, o vereador Thiaguinho Batalha (PMB) foi convidado ontem pelo prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) para ser o interlocutor do executivo e do legislativo municipal com o governo federal em Brasília.

 

 

 

FOTO LEGENDA - FABIO REIS

 

O deputado federal Fábio Reis (PMDB) se submeteu a uma cirúrgica cardíaca de emergência no início da manhã de ontem, no Instituto do Coração, em Brasília. O procedimento cirúrgico foi por conta de uma CIA (Comunicação Interatrial), que ocorre quando existe um orifício ou “buraquinho” entre as duas câmeras do coração chamadas de átrios (esquerdo e direito).

 

Após a cirurgia, que transcorreu sem problemas e que durou cerca de uma hora e meia, o parlamentar foi conduzido para UTI para acompanhamento pós-cirurgico. Deve ter alta hoje da UTI e ser conduzido para um apartamento até o seu restabelecimento.