Estados nordestinos têm crescimento de saldo de operações de crédito

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 20/10/2017 às 07:01:00

O saldo das operações de crédito do Sistema Financeiro Nacional atingiu R$ 3,047 bilhões em agosto, com recuo de 2,2% no acumulado dos últimos 12 meses e uma queda de 1,9% de janeiro a agosto de 2017. Na contramão da retração, os estados nordestinos do Piauí (+6,2%), Ceará (+3,2%), Alagoas (+1,7%) e Paraíba (+1,6%) tiveram incremento nos respectivos saldos no intervalo de um ano.  

A análise é do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), com base em dados do Banco Central (Bacen). O estudo completo está disponível no portal do Banco do Nordeste.

O saldo das operações de crédito destinadas a pessoas físicas apresentou crescimento de 5,3% no Nordeste, de agosto de 2016 a agosto de 2017. Contribuíram para esse desempenho crédito direto ao consumidor, consignado, cartão de crédito e cheque especial, visando equacionar dívidas e equilibrar o orçamento familiar.

Em relação a operações de crédito para pessoas jurídicas no Nordeste,  onde  os  recursos  são  essencialmente direcionados para a produção (investimentos e capital de giro), houve recuo de 7,7% no saldo das operações financeiras.

Nacionalmente, o saldo da carteira de pessoas físicas teve expansão de +4,6%. Se considerado o período de janeiro a agosto de 2017, a variação foi de +3,2%. A expansão ocorrida nesse segmento não foi suficiente para contrabalançar a queda na carteira de pessoas jurídicas, de -8,8% em 12 meses e -7,0% em 2017.