PM prende acusado por sequestro relâmpago e liberta refém

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 26/10/2017 às 05:27:00

Gabriel Damásio

 

Soldados do 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM) interromperam na manhã de ontem um seqüestro-relâmpago que começou no bairro Coroa do Meio (zona sul) e terminou no Getúlio Vargas (zona centro). A equipe Coiote 01, pertencente ao batalhão, fazia rondas pelas ruas do bairro São José (zona centro), quando um dos policiais viu que quatro ocupantes se encontravam em atitude suspeita em um carro VW Up branco. Eles fugiram logo após a aproximação da viatura. Houve perseguição e o veículo acabou parando na rua dos Estudantes, próximo à Escola Estadual John Kennedy.

Três dos criminosos conseguiram escapar e o quarto, identificado como Ícaro Moisés Pereira Campos, 25 anos, foi preso em flagrante. O carro da vítima foi recuperado e um revólver calibre 38 com quatro munições deflagradas foi apreendido com Ícaro, que acabou encaminhado para a sede do Departamento de Crimes contra o Patrimônio (Depatri). Dentro do carro, estava uma mulher que tinha sido capturada pelo grupo e acabou resgatada pelos militares com ferimentos leves.

O tenente Ferreira, comandante do 8º BPM, confirmou que a mulher levou uma coronhada na cabeça e acredita que ela foi rendida de surpresa pelos bandidos enquanto estacionava o Up perto de um restaurante. “A abordagem à vítima foi mediante violência. Ela foi agredida fisicamente até a o momento em que foi realizada a nossa abordagem. A princípio, eles ameaçavam a vítima e diziam que queriam o todo o dinheiro que ela tinha. A intenção deles era passar em cashes [caixas eletrônicos] para ver se ela tinha dinheiro em contas. Só que essa ação foi frustrada pela Polícia Militar”, disse o oficial, explicando que os criminosos ficaram circulando com a vítima da Atalaia até o São José, onde foram vistos pela PM e tentaram fugir.

O tenente informou ainda que Ícaro pode ter envolvimento em um crime com as mesmas características, ocorrido na noite desta segunda-feira. Na ocasião, uma mulher foi rendida por um homem armado no bairro São José e ficou em poder dele por cerca de uma hora, sendo obrigada a dirigir pelos bairros Coroa do Meio, Industrial, Japãozinho e Coqueiral. A vítima chegou a ser estuprada e teve levadas a carteira, o celular e a bolsa com os documentos. A possível ligação do acusado com o crime ainda é apurada pelo Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), que investiga o crime.