Operação Fisco Presente identifica o funcionamento irregular de empresas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Fiscais em ação em Nossa Senhora da Glória. Foto: Divulgação
Fiscais em ação em Nossa Senhora da Glória. Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/10/2017 às 00:19:00

Em uma ação iniciada nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, em Nossa Senhora da Glória, a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) – com o apoio da Companhia Fazendária – fiscalizou cerca de 40 empresas com suspeitas de irregularidades em seu funcionamento, especialmente em função da ausência de registro de entrada e saída de estoque de mercadorias e discrepâncias no volume de vendas e faturamento, identificando, em um levantamento prévio, situações de irregularidade.

Os possíveis casos de omissão de informação à Sefaz foram o principal foco da “Operação Fisco Presente”, que mobilizou mais de 20 auditores fiscais do Comando de Ações de Trânsito para confrontar dados levantados pelo setor de Planejamento Fiscal da Sefaz a partir de informações obtidas pelo banco de dados acerca da movimentação das empresas.

Conforme o gerente de Ações de Trânsito da Sefaz, Clóvis Moraes de Souza, a operação foi desencadeada com base nos indícios de funcionamento irregular de cerca de 40 empresas dos ramos supermercadista, confecções, pneus, combustíveis e calçados, entre outras instaladas no município. “Algumas das empresas constam como sem movimentação, ou seja, estão com seus dados de emissão de nota zerados, embora haja a suspeita de que possam estar atuando no mercado e omitindo informação ao Fisco. Além desta questão, identificamos estabelecimentos comerciais sem inscrição estadual, movimentação comercial incompatível com os registros de entrada e saída de mercadorias e também o uso de máquinas de cartão de crédito sem interligação do o emissor de cupom fiscal. Foram algumas das irregularidades constatadas durante a operação”, explicou.

Em um segundo foco de ação, a Sefaz montou barreiras em todos os acessos ao Município de Nossa Senhora da Glória e fiscalizou veículos de transporte de mercadorias que entravam ou saíam da cidade. Em todas as situações, foram expedidas notificações e em algumas outras foram lavrados os autos de infração, além da exigência de sanar os problemas.