Brasil e Mali brigam pelo terceiro lugar

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 28/10/2017 às 00:51:00

O Brasil é favorito para vencer a seleção de Mali, na disputa pelo terceiro lugar. O escrete canarinho fez uma bela campanha, chegou a ter três jogadores brigando pela artilharia, Paulinho, Lincoln e Brenner, e superou adversários do nível da Espanha e da Alemanha. Pagou um alto preço pelas falhas defensivas contra a Inglaterra, um ponto fora da curva para um time que havia sofrido apenas dois gols até então.

Depois de mais de um mês de trabalhos na Índia, a Seleção Brasileira Sub-17 realizou nesta sexta-feira (27) o seu último treino no país sede do Mundial Sub-17 2017. Na véspera de enfrentar Mali pela disputa do terceiro lugar da competição, o técnico Carlos Amadeu comandou um trabalho leve em campo. Uma conversa tática no círculo central com os titulares e exercícios técnicos para o restante do grupo.

Quando o treinamento foi encerrado, os jogadores se reuniram para marcar o fim dos treinos desta equipe, que ficou conhecida pelo bom ambiente e excelente relacionamento entre todos.

Mali é a atual bicampeã africana, e conta com bons jogadores, como N’diaye e Traoré, mas apresentou algumas dificuldades, quando enfrentou equipes mais qualificadas. Foi derrotada por Paraguai e Espanha, e passou por Gana graças à uma falha clamorosa do goleiro Danlad.

Contra Mali, a Seleção Brasileira Sub-17 entra em campo neste sábado (28) para ir em busca do terceiro lugar do Mundial da Índia. A bola rola para o confronto às 17 horas (9h30 de Brasília) no Estádio Vivekananda Yuba Bharati Krirangan.

O Brasil entrará em campo com o mesmo time que iniciou a partida da semifinal contra a Inglaterra: Gabriel Brazão, Wesley, Vitão, Lucas Halter e Weverson; Victor Bobsin, Marcos Antônio e Alan; Paulinho, Lincoln e Brenner.

Com cinco vitórias em seis jogos até aqui na Copa do Mundo, a Seleção Brasileira chega para esta disputa de terceiro lugar após perder por 3 a 1 para a Inglaterra na semifinal. Ao todo, o time de Carlos Amadeu marcou 12 gols e sofreu cinco neste Mundial.

Mali, por sua vez, foi derrotada pela Espanha na semifinal. O placar foi o mesmo: 3 a 1. Antes, havia batido Gana, por 2 a 1, e Iraque, por 5 a 1, na fase final do Mundial.