PF apreende 1,9 mil caixas de cigarros contrabandeados

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/11/2017 às 08:13:00

A Polícia Federal em Sergipe realizou a maior apreensão de cigarros contrabandeados da história da atuação do órgão na Região Nordeste. Em duas operações, os policiais conseguiram recolhercerca de 1.900 caixas de cigarros de origem paraguaia, que eram transportadas em duas carretas bitrens e seriam distribuídas em estados do Nordeste, inclusive em Sergipe. Há fortes indícios de que a carga pertença a uma organização criminosa especializada na compra, venda, transporte e distribuição de cigarros clandestinos, com ramificações nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste do país.

A primeira apreensão ocorreu em 4 de outubro deste ano, em Simão Dias (Centro-Sul). O carregamento de cigarros, totalizado em 832 caixas,era transportado em uma carreta bitremScania de placa GZT-0685/PR e foi encaminhado para o depósito da Receita Federal em Aracaju/SE. APF recebeu informações de que tal carreta estaria transportando uma grande quantidade de cigarros e que um veículo VW Gol, de cor branca e placa QAA-1359/SP estaria sendo utilizado como “batedor”, ou seja, estaria trafegando a frente da carreta para checar se havia alguma fiscalização policial na rodovia. Na abordagem aos veículos, o motorista da carreta fugiu e o sul-mato-grossense Hermes Esperoni Rocha, 43 anos, que dirigia o Gol, foi preso pelos agentes federais, tendo já respondido a outros procressospor contrabando e outros crimes.

A segunda apreensão foi nesta segunda-feira, 30 de outubro, quando a PF foi informada que o mesmo grupo criminoso estaria transportando outro grande carregamento de cigarros em uma carreta bitremVW 25.390, de cor branca e placa BWZ-0191/PR, e que o “batedor” estaria em outro VW Gol de cor branca.Foram realizadas barreiras policiais nas rodovias com o objetivo de identificar tais veículos. Na ocasião da abordagem, a PF conseguiu interceptar a carreta citada, mas o “batedor” conseguiu escapar do bloqueio.

Na fiscalização da carga, encontrou-se um grande carregamento com quase 1,1 mil caixas de cigarros de origem estrangeira. Otambém sul-mato-grossense Aleandro da Silva, 32, identificado como o motorista da carreta foi detido em flagrante e, segundo a PF, já possui duas incidências criminais por contrabando de cigarros.

Todos os envolvidos foram autuados por Importar mercadoria proibida (contrabando) podendo ser condenados a uma pena de dois a cinco anos de reclusão. Os presos foram encaminhados ao Sistema Penitenciário do Estado.