Reunião de informação ao público iniciará atividades do XXIX Seminário Nordeste de Alcoólicos Anônimos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/11/2017 às 06:31:00

Nos dias 11 e 12 de novembro, Aracaju será a capital nordestina dos alcoólicos anônimos. Nestas datas acontece no Ginásio de Esportes do Conjunto Augusto Franco, Zona Sul, o XXIX Seminário das Áreas da Região Nordeste de Alcoólicos Anônimos, com o tema: ‘A Conferência faz seu inventário’.

As atividades serão iniciadas na quinta-feira, dia 9, com uma reunião de Informação ao Público, às 20h, no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, na Rua Itabaianinha, nº 41, Centro. Ao contrário do seminário que é destinado aos membros da Irmandade, a reunião é aberta para todos e tem por objetivo esclarecer à população que segundo a Organização Mundial da Saúde(OMS), o alcoolismo é uma doença incurável, progressiva e que leva a morte, mas que pode ser detida.

Para o Seminário Nordeste de Alcoólicos Anônimos, o coordenador estadual do evento, Luiz C, diz que além da presidente da Junta Nacional de Alcoólicos Anônimos(Junaab), a psicóloga Jaira Admazick, são esperados mais de 5.000 “companheiros” das capitais nordestinas. Abertura oficial será no dia 11, sábado, às 8h, com o desfile das bandeiras.

“No sábado e domingo vamos abordar temas do nosso dia a dia para levar de forma melhor a mensagem de Alcoólicos Anônimos para as pessoas que ainda sofrem no lamaçal do alcoolismo”, destaca o coordenador.

Luiz enfatiza que “infelizmente poucas pessoas sabem, mas o alcoolismo é uma dependência química como as outras, só que por ser uma droga lícita, ou seja, liberada, vendida livremente em estabelecimentos comerciais, a sociedade não a reconhece como doença. E de acordo com a OMS, dez por cento da população que consomem bebida alcoólica, não se controlam após ingerir o primeiro gole”.

 

Alcoólicos Anônimos - É uma Irmandade de homens e mulheres que compartilham, entre si, suas experiências, forças e esperanças, a fim de resolver seu problema comum e ajudar outros a se recuperarem do alcoolismo.

O único requisito para ser membro é o desejo de parar de beber. Em A.A. não há taxas ou mensalidades.