Jackson reúne-se com Temer para tratar do Finisa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Após a audiência, Temer, Jackson e deputados posaram para foto. Foto: Divulgação
Após a audiência, Temer, Jackson e deputados posaram para foto. Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 09/11/2017 às 06:25:00

O governador Jackson Barreto reuniu-se, na tarde desta quarta-feira, no Palácio do Planalto, com o presidente Michel Temer para tratar do financiamento (Finisa) que o governo do Estado está pleiteando junto à Caixa Econômica Federal para reconstruir as rodovias estaduais e executar outras obras de infraestrutura. O governador foi acompanhado dos deputados federais Fábio Reis e André Moura.

“Saio satisfeito desta reunião. Fomos muito bem recebidos. O presidente Michel Temer mostrou-se muito solícito e com muita boa vontade em atender nosso pedido. Assumiu o compromisso de ajudar Sergipe”, disse o governador.

 O Finisa já foi avaliado positivamente pela Caixa e está na secretaria do Tesouro Nacional para que uma equipe técnica avalie as capacidades de pagamento e endividamento do governo do Estado, que já demonstrou tecnicamente para a Caixa a viabilidade.

“Queremos apenas que a STN avalie de forma rápida esse pedido para que possamos acessar os recursos o mais rápido possível e realizarmos a reconstrução das estradas, pois algumas delas estão em péssimo estado. Precisamos melhorar as estradas para nosso povo”, disse Jackson.

O governador agradeceu a forma republicana como o deputado federal e líder do governo Temer no Congresso Nacional, André Moura, recebeu seu pedido de ajuda. “Estive pela manhã no gabinete do deputado André Moura, acompanhado do deputado Fábio Reis. Eles marcaram essa reunião com o presidente. André entendeu a necessidade de termos esses recursos para recuperarmos as estradas e se colocou a disposição para nos ajudar, mostrando uma unidade importante das forças a favor do nosso estado independente de lados políticos”, afirmou o governador.

Durante a audiência, o presidente Temer disse que iria levar a demanda para o ministro da Fazenda, Henrique Meireles, para que ele orientasse a STN a avaliar a proposta de Sergipe o mais rápido possível.