Ceramistas vão pagar menos INSS

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 15/09/2012 às 12:26:00

Os setores de cerâmica, tintas e vernizes estão entre os que vão pagar menos impostos trabalhistas para reduzir os custos de funcionários. As empresas beneficiadas agora deixarão de pagar os 20% de contribuição patronal do INSS a partir de janeiro de 2013. No lugar dessa contribuição, elas vão pagar de 1% a 2% sobre o faturamento (se ganharem mais, pagam mais; se faturarem menos, o imposto é menor).

A intenção do governo federal é evitar demissões ou incentivar contratações de mais trabalhadores, e tentar combater os efeitos da crise econômica global. A medida foi comemorada pelo presidente da Anamaco, Cláudio Conz. "Temos que aguardar a publicação da MP, mas esta é mais uma conquista. O anúncio é fruto do árduo trabalho das entidades setoriais. Também estamos negociando as redução de impostos trabalhistas para o comércio, mas sabemos que o governo está dando ouvidos aos nossos anseios e que ainda temos muito por fazer", declarou.

O corte do INSS para esses setores é permanente, continua nos próximos anos, em 2014, 2015, 2016. O governo vai deixar de arrecadar R$ 12,83 bilhões em 2013 e R$ 14,11 bilhões em 2014. Esse valor será descontado dos R$ 15,2 bilhões previstos no Orçamento de 2013 para tal finalidade. Em quatro anos, o governo deixará de arrecadar cerca de R$ 60 bilhões. A Previdência cuida da aposentadoria dos trabalhadores. É financiada com contribuição dos trabalhadores e das empresas. A medida anunciada pelo governo elimina a contribuição direta das empresas.