Bittencourt rebate Iran quanto a prorrogação do mandato de diretores

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 24/11/2017 às 06:31:00

O vereador Professor Bittencourt usou a Tribuna para discordar da Moção de Protesto Nº 179/2017, de autoria do vereador Iran Barbosa, ao Decreto nº 5.592/2017, que prorroga o mandato dos atuais diretores e diretores-adjuntos da Rede Municipal de Ensino por 180 dias. Após ler uma nota aberta assinada pela secretária Municipal de Educação, Cecília Leite, onde esclarece todos os aspectos da proposta, Bittencourt defendeu a administração.

 “O colega de Parlamento tentou vender a ideia que há um descompromisso da gestão pelo magistério, o que não é verdade. A Prefeitura de Aracaju está absolutamente comprometida e em sintonia com as colocações apresentadas pelo Sindicato dos Professores. A proposta que virá a esta Casa foi totalmente acordada entre a Secretaria Municipal de Educação e o Sindicato, inclusive, a comissão formatada conta com a presença da categoria, afirmou Bittencourt.

 O líder do prefeito na Câmara deixou claro que votará contra a Moção de Protesto. “O mandato dos atuais diretores das escolas municipais vence em 31 de dezembro e a Semed foi objetiva ao dizer que há dificuldades em tratar desse processo. A nova proposta é envolver nessa formatação a comunidade escolar como um todo (alunos, professores, comunidade), sendo totalmente distinto do projeto anterior, que existia uma reunião com apenas cinco membros do conselho da escola para decidir os novos diretores e coordenadores. Esse modelo antigo destruiu a gestão democrática”, pontuou.

 Ainda na opinião de Bittencourt, “não fazer a prorrogação seria dar continuidade ao modelo anterior, ou colocar em prática esse modelo que está formatado sem a necessária discussão com a comunidade.  Esse Protesto é desproporcional e descabido para uma gestão comprometida com a efetivação de um processo renovado, até porque achamos esdrúxulo o modelo implantado na gestão anterior. São 74 diretores, cerca de 23 coordenadores que foram eleitos na última gestão e que terão o mandato prorrogado por até 180 dias”.