Pacatuba completa 64 anos de Emancipação Política

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/11/2017 às 06:49:00

O município de Pacatuba comemora neste sábado (25), 64 anos de Emancipação Política. Para celebrar a data, a Prefeitura da cidade vai realizar neste fim de semana, uma vasta programação, com alvorada, hasteamento das bandeiras, encontro de bandas e fanfarras e shows artísticos em praça pública. “Uma data tão importante, não poderia ser passada em branco. Por isso, organizamos uma grande festa para o nosso povo”, disse o prefeito, Alexandre Martins.

 Em meio a tantas belezas naturais, com 27 km de praias ainda pouco visitadas, e o único pantanal do nordeste, o município de Pacatuba deixa encantado o turista que o visita pelas belas dunas, flora e fauna. As paisagens exuberantes podem ser apreciadas já na estrada com destino ao litoral.

 

 História - A Lei Estadual 960, de 20 de outubro de 1926, transferiu a sede do município de Pacatuba para Jaboatão, ficando a cidade de Pacatuba reduzida à condição de povoado de Jaboatão. A reação das autoridades da vila também foi forte, mas vez que não adiantou muito. Pacatuba passou quase doze anos como povoado. A luta dos pacatubenses era constante. Mas só em 28 de março de 1939, voltou Pacatuba à sua antiga condição de município, embora o distrito de paz continuasse em Jaboatão.

 

Essa situação permaneceu até 1943, quando seu nome foi modificado de Pacatuba para Pacatiba, por conta da duplicidade dos nomes de vilas brasileiras.

Só em 25 de novembro de 1953, Pacatiba foi transformada em cidade, sendo desmembrada de Japoatã e o nome voltando a ser Pacatuba. O município livre e independente só foi instalado em 31 de janeiro de 1955, quando foi empossado o seu primeiro prefeito, Manuel Ricardo dos Santos e, também, constituída sua Câmara de Vereadores.