Edvaldo reivindica liberação de recursos para Aracaju a ministros das Cidades e Saúde

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O prefeito Edvaldo Nogueira e o deputado André Moura com o ministro das Cidades. Foto: Neftaly Oliveira
O prefeito Edvaldo Nogueira e o deputado André Moura com o ministro das Cidades. Foto: Neftaly Oliveira

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 07/12/2017 às 06:29:00

Em busca de recursos para Aracaju, o prefeito Edvaldo Nogueira viajou para Brasília, onde foi recebido pelos ministros Ricardo Barros (Saúde) e Alexandre Baldy (Cidades), nestas terça-feira e quarta-feira. Nas audiências, ele apresentou as seguintes demandas da cidade: para a Saúde, solicitou o aumento da remuneração para os hospitais municipais, e ao ministro das Cidades, pediu celeridade na aprovação do Plano de Mobilidade Urbana.

No encontro com o ministro Ricardo Barros, Edvaldo reivindicou o aumento do teto de verbas federais para o município, sobretudo no que diz respeito ao recurso que é direcionado para as Unidades de Pronto-Atendimento (UPA) Nestor Piva (Zona Norte) e Fernando Franco (Zona Sul). Na oportunidade, as equipes técnicas de planejamento da Saúde de Aracaju se reuniram com dirigentes do Ministério da Saúde, para abrir um canal de negociação.

Já na audiência com o ministro Alexandre Baldy, as discussões se deram em torno da readequação do Plano de Mobilidade Urbana, projeto idealizado por Edvaldo ainda em 2011/2012, quando ele conseguiu um empréstimo de R$ 130 milhões para investimento na área em Aracaju. No entanto, a gestão passada alterou o plano inicial, o que prejudicou a liberação dos recursos. Ao retornar à prefeitura, Edvaldo conseguiu reabrir as negociações com o governo federal e a Caixa Econômica Federal. O projeto foi reformulado e agora está sendo analisado pelo Ministério das Cidades.

“Estes dois dias que passei em Brasília foram muito produtivos para a nossa cidade, pois abriram possibilidades de conseguirmos mais recursos para Aracaju”, destacou o prefeito. “Na audiência com o ministro da Saúde, reivindiquei mais recursos para a Saúde Pública da nossa cidade, notadamente melhoria no financiamento das UPAs”, relatou. “Já com o ministro das Cidades, reivindiquei a aprovação do nosso Plano de Mobilidade Urbana, no valor de R$ 130 milhões, recursos que servirão para viabilizar quatro corredores de transportes, construção de novos terminais, instalação de semaforização inteligente. Recebi do ministro a garantia de que ele vai viabilizar a aprovação do projeto”, completou.

As duas audiências foram viabilizadas pelo líder do governo no Congresso, deputado federal André Moura, que acompanhou o prefeito nas reuniões.