Presos envolvidos no assalto a agência do Bradesco de Boquim

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 16/12/2017 às 06:54:00

A Polícia Civil, por meio do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), elucidou o assalto a uma agência bancária ocorrido no dia 16 de novembro deste ano, em Boquim. Nesta quinta-feira, dois suspeitos foram presos durante uma operação no loteamento Novo Horizonte em Nossa Senhora do Socorro: Diego da Silva, o "Bicão", 34, e José Fábio de Faria Santos, 21. Com eles, foram apreendidos drogas, armas e coletes balísticos levados dos vigilantes do banco.A dupla não reagiu à prisão econfessou o crime.

De acordo com o delegado do Cope, André David, que coordenou a investigação, o assalto ao Bradesco foi praticado por quatro homens, que renderam os seguranças e levaram R$ 20 mil dos caixas eletrônicos. Na fuga, o grupo furtou o veículo de uma concessionária, que foi encontrado abandonado momentos depois do ocorrido.  “Os assaltantes levaram o veículo de uma funcionária, que foi abandonado em uma estrada vicinal, que liga os municípios de Boquim a Arauá. No mesmo dia, iniciamos as diligências e com o avanço das investigações conseguimos chegar aos suspeitos. Na tarde de ontem, em cumprimento a mandados de prisão, capturamos Diego, o ‘Bicão’, que foi o autor intelectual desse crime”, relatou.

 As prisões aconteceram no loteamento Novo Horizonte, quando os acusados estavam na casa de Diego. “Com eles foram encontradas as armas e os coletes dos vigilantes e confessaram a prática do crime", explicou o delegado, acrescentando que em 2015, trabalhava na regional de Estância, quando prendeu Diego por ser acusado de participar do assalto a agência do Bradesco do município. "Ele já tinha experiência nesse ramo se assim posso dizer e ontem ele foi preso em sua residência no conjunto Novo Horizonte em Nossa Senhora do Socorro em companhia de José Fábio. Com eles foram encontradas as armas e os coletes dos vigilantes, além de uma quantidade de drogas. A dupla confessou a participação na ação criminosa”, disse David. José Fábio também tem passagens pela polícia e responde pelo assalto a uma casa lotérica.

O trabalho investigativo da Polícia Civil vai prosseguir no sentido de se chegar a prisão dos outros dois envolvidos na ação criminosa. "Existem mais dois homens que estão na iminência de serem presos para assim a quadrilha ser desarticulada. A autoria do crime foi descortinada. Sabemos quem foram os autores, as armas foram apreendidas. A quantia em dinheiro infelizmente eles já utilizaram, pois cada um ficou com R$ 5 mil. A autoria já foi elucidada e tenho certeza que iremos prender todos os envolvidos”, disse o delegado.