Polícia prende nove por tráfico e homicídios em Itabaiana

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 22/12/2017 às 05:53:00

Uma operação preventiva deflagrada ontem pelas polícias Civil e Militar resultou na prisão de nove homens investigados por crimes de roubo, homicídio e tráfico de drogas ocorridos em Itabaiana (Agreste). A chamada ‘Operação Finalizar’ começou no início da manhã, mobilizando equipes da Delegacia Regional de Itabaiana, da Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci), da Delegacia de Malhador, do 3º Batalhão de Polícia Militar (3ºBPM), da Companhia Independente de Patrulhamento com Cães (CIPCães) e do Grupamento Tático Aéreo (GTA).

As nove prisões foram desdobramentos dos mandados de mandados de prisão e de busca e apreensão que foram expedidos pela Justiça e cumpridos pelas polícias em duas etapas: na operação de ontem e em outra ação realizada nesta segunda-feira. Entre os presos, está Robson Góis dos Santos, 19 anos, o “Robinho”, acusado de ser o autor do tiro que causou a morte do vigilante Josivan da Silva Mota, 28 anos, assassinado em 4 de novembro deste ano, no centro da cidade serrana. Ele era o único envolvido no caso que ainda estava foragido.

Além de Robinho, foram presos: Genisson de Jesus Macenas, 19 anos, preso em flagrante por porte ilegal de drogas; Felipe de Jesus Silva, 19 anos, vulgo "Burra Cega"; Leandro Ribeiro Santana, 28 anos; Ramon Luis dos Santos, 33 anos, preso pelo crime de violência doméstica; Márcio Santana Conceição, 24 anos, o "Lobisomem"; Jeferson Bispo Silva, 22 anos; José Antônio dos Santos Lima, 27 anos; Carlos Henrique Trindade, 47 anos, preso em flagrante com 56 papelotes de maconha e que cumpria liberdade condicional com uma tornozeleira eletrônica.

 

Balanço – O delegado Fábio Santana destacou que a ‘Finalizar’ foi um marco importante para a redução da criminalidade em Itabaiana. No ano de 2017, a Delegacia Regional de Itabaiana deflagrou diversas operações, entre elas, as operações "Baixada, Irmãos Metralha, Trezena, Intolerância, AntiMetastase, Descarrilhar, Catedral e Queimadas.Ao total, foram efetuadas 192 prisões, além da apreensão de 47 armas de fogo e de aproximadamente 90kg de entorpecentes, o que resultou em uma redução de -20% nos casos de homicídio doloso, como também na redução de -26% nos crimes de roubo.