Sergipe sofre primeira grande baixa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 24/12/2017 às 00:15:00

Givaldo Batista

givaldobs@yahoo.com.br


A situação do Sergipe não é boa dentro e fora de campo. Fora de campo uma crise que não tem mais fim. Diretoria se virando para saldar compromissos e correndo atrás de recursos. Dentro de campo, o treinador Elias Borges segue trabalhando a equipe, encarando as dificuldades e as deficiências do elenco. Nessa fase de pré-temporada, o time rubro sofre um desfalque que pode prejudicar já no início da competição.

No jogo treino contra os juniores, o zagueiro Carlos Alexandre sofreu uma fratura no dedo do pé direito que pode afastá-lo dos próximos amistosos e até dos primeiros jogos do campeonato estadual. “Infelizmente aconteceu. Agora é procurar me cuidar, fazer o tratamento em dois períodos na Reab e também, com auxílio do massagista Neguinho, espero em breve estar voltando para ajudar aos meus companheiros”.     

A previsão de retorno aos gramados é de no mínimo dias semanas. Em cima desse prazo se coloca a preparação para os primeiros trabalhos com bola, a perspectiva é que o zagueiro só volte a campo mesmo na segunda quinzena de janeiro.

A estreia do Sergipe no Campeonato Sergipano acontece no dia 14 de janeiro contra o Frei Paulistano, em Frei Paulo. Espera-se que até lá, o zagueiro capitão já esteja perfeitamente recuperado para participar dessa partida.

De saída – Quem está deixando o time rubro é a revelação João Vitor. O atacante recebeu uma proposta de uma equipe da Coreia e no João Hora já se comenta a saída de João Vitor no mês de janeiro.

Relacionado para a Copa São Paulo, o atleta pode até não faze parte dos planos do treinador Caio Simões, que se nega a falar sobre o assunto. Agora só resta aguardar os acontecimentos, para se saber o destino de João Vitor a grande promessa do futebol sergipano nos últimos tempos.