Polícia identifica dois suspeitos por morte de capitão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Satanás e Dedé são acusados pelo assassinato do capitão PM. Foto: Divulgação
Satanás e Dedé são acusados pelo assassinato do capitão PM. Foto: Divulgação

Satanás e Dedé são acusados pelo assassinato do capitão PM. Foto: Divulgação
Satanás e Dedé são acusados pelo assassinato do capitão PM. Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/01/2018 às 05:59:00

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou na noite de ontem que dois ex-presidiários foram identificados como suspeitos pelo assassinato do capitão reformado da Polícia Militar Adilson Bispo Nunes, 51 anos, que morreu na última quinta-feira, ao ser baleado na porta de sua casa, em Areia Branca (Agreste). Tratam-se de Valdeilson Luiz dos Santos, o ‘Dedé’, e Wellington Santos Vieira, o ‘Satanás’. Segundo as primeiras informações, eles já são investigados por outros crimes cometidos na região, incluindo o assalto cometido em 12 de novembro contra o Parque dos Falcões, em Itabaiana.

De acordo com as investigações da Delegacia de Areia Branca, ‘Dedé’ e ‘Satanás’ são considerados de alta periculosidade e estariam entre os quatro criminosos que fizeram vários assaltos pelas ruas da cidade na noite do crime, a bordo de uma caminhonete prateada. Este mesmo grupo foi visto rendendo o capitão no momento em que ele lavava seu veículo. O militar foi obrigado a entregar sua arma, uma pistola, e mesmo assim foi obrigado a deitar no chão, onde morreu com pelo menos três tiros na cabeça.

A polícia ainda faz buscas pelos dois foragidos. Quem tiver informações sobre o paradeiro deles pode passar informações através do Disque-Denúncia (181) ou pelo aplicativo Disque Denúncia SE. Os canais são gratuitos e os denunciantes não precisam se identificar.