Prefeitura realoca feirantes da Rodoviária Velha

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O prefeito com os feirantes realocados no Mercado Albano Franco. Foto: Sérgio Silva/PMA
O prefeito com os feirantes realocados no Mercado Albano Franco. Foto: Sérgio Silva/PMA

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/01/2018 às 05:53:00

“O prefeito Edvaldo Nogueira cumpriu mais uma promessa, a de proteger o trabalhador”. Foi desta forma que o presidente da Associação de Ambulantes e Feirantes de Aracaju, André Pinto, definiu a entrega dos termos de permissão para 13 feirantes que passarão a atuar no Mercado Albano Franco. O grupo, formado por ambulantes que faziam parte da feira irregular que funcionava nas imediações da Praça João XXIII, no entorno do terminal rodoviário Luiz Garcia, foi recebido nesta sexta-feira, pelo prefeito Edvaldo Nogueira. Além deles, outros 45 ambulantes (que estavam em situação irregular) estão sendo inseridos nas feiras livres da cidade.

“A meta da nossa gestão é organizar a cidade, mantendo as pessoas com dignidade. Estes feirantes foram retirados daquela área de maneira pacífica, sem truculência, com diálogo. Agora, entramos no segundo momento que é regularizar a situação destes trabalhadores e dar a eles a possibilidade de crescer e se desenvolver, tanto nos mercados quanto nas feiras livres. Eles deixaram de ser ambulantes e poderão se tornar microempreendedores”, afirmou o prefeito.

Na reunião com os feirantes, Edvaldo anunciou ainda que eles poderão ter acesso a uma linha especial de crédito junto à Fundação de Formação para o Trabalho (Fundat). “A nossa preocupação é que as pessoas possam crescer se desenvolver e assim gerar emprego e renda para a cidade. A desocupação da área da rodoviária deixou a cidade mais bonita e facilitou a circulação das pessoas e dos veículos. Todo mundo saiu ganhando: a cidade ganhou, os comerciantes da região também ganharam e agora estes feirantes vão também ter o seu espaço no mercado e nas feiras”, disse.

 

A desocupação - A desocupação da feira irregular da praça João XXIII aconteceu em 9 de dezembro do ano passado, numa ação conjunta entre a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), a Guarda Municipal, a Secretaria de Estado da Infraestrutura, Polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros.

O plano foi executado para devolver ao Centro de Aracaju melhor mobilidade urbana e organização, além de segurança e tranquilidade à população. A retirada da feira foi acompanhada por integrantes da Associação dos Ambulantes. Tudo ocorreu de forma pacífica. Barracas e toldos foram desmontados e deslocados para um galpão, assim como os poucos produtos que se encontravam no local.