Após explosões, município fica sem agência bancária

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 10/01/2018 às 05:26:00

Após cinco meses de sua explosão por assaltantes, a agência do Banco do Brasil, na cidade de Macambira continua na mesma, sem qualquer providência para sua recuperação ou instalação em outro imóvel da cidade.

O comentário é do ex-deputado Jorge Araujo (PSD), que denuncia a falta de respeito do Banco do Brasil com a sua clientela e com a população do município de Macambira, na medida que tendo em vista ser a única agência bancária da cidade, os prejuízos são consideráveis , uma vez que as pessoas são obrigadas a se deslocarem para outras cidades objetivando o relacionamento bancário. Sendo assim, diz Jorge Araujo, não só os clientes daquele banco, mas todos que têm negócios na cidade, como o comércio, os postos de gasolina e feirantes.

 Ainda segundo Jorge Araujo, além do Banco do Brasil, também o Banese, o “nosso” banco não demonstrou qualquer sensibilidade para com a população de Macambira, desde quando um Ponto Banese, que funcionava no local, também foi destruído e até agora o Banco do Estado não adotou qualquer providência para retomar o seu funcionamento. “Em resumo, a cidade de Macambira em termos de relacionamento bancário está totalmente isolada”, reclama Araújo.