Fuzil no camarote: SSP afasta agente e confirma que homem não é policial

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 11/01/2018 às 06:41:00

A Secretaria da Segurança Pública confirmou ontem que o homem flagrado segurando um fuzil dentro de um camarote do Encontro Cultural de Laranjeiras, no último domingo, não é policial e nem pertence aos quadros da instituição. Esta foi uma das primeiras conclusões do inquérito aberto pela Corregedoria de Polícia Civil para apurar o episódio. O suspeito, que ainda não teve a identidade confirmada, foi apontado como um dos que atuaram na segurança do camarote, mas aparece em fotos e gravações enquanto segurava a arma e posava vestindo um colete de agente de polícia.

Em uma nota oficial, a SSP afirmou que a arma foi emprestada ao suposto segurança pelo agente de polícia Carlos Alberto Feitosa Magalhães Carneiro, o “China”, e o apontou como um dos responsáveis pelo caso. A delegada-geral de Polícia Civil, KatarinaFeitoza, determinou o afastamento do policial de suas funções, como medida administrativa. Feitosa teve recolhidas a sua arma de fogo acautelada e a carteira funcional. A decisão vale até a conclusão do inquérito aberto pela Corregedoria.

A SSP disse ainda que todas as providências estão sendo tomadas para esclarecer a identidade do suposto segurança e como foi a dinâmica de todo o incidente ocorrido em Laranjeiras. Já a Prefeitura da cidade nega que o suspeito seja segurança contratado pela organização da festa e que os 40 funcionários da empresa contratada usaram cassetetes na área interna da área de shows.