Projeto entre polícia e escolas da Seed atenderá 40 unidades

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 11/01/2018 às 06:42:00

O comandante do Policiamento Militar da Capital (CPMC), major Emerson, e o comandante do Policiamento Militar do Interior (CPMI), major Manoel Alves, estiveram reunidos nesta terça-feiracom o diretor do Núcleo de Segurança Escolar da Secretaria de Estado da Educação, José Ferreira de Souza Júnior. O encontro foi realizado no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em Aracaju, e teve como objetivo debater ações conjuntas para reduzir as ocorrências de possíveis violências nas escolas da rede estadual de ensino.

Ferreira Júnior apresentou a portaria com a criação do Núcleo de Segurança, falando sobre a importância do setor, que lida com a segurança interna e fiscalização do quadro de vigilantes públicos e privados das escolas. Ele ainda fez um relato sobre ocorrências e solicitou a parceria da PM para um trabalho visando melhorar a segurança no entorno das unidades de ensino."Acho muito satisfatória essa parceria com a Polícia Militar, que nesse momento vai nos ajudar com uma presença mais efetiva nas escolas com maior incidência, e isso resultará em uma comunidade escolar mais segura", disse Ferreira Júnior. Ele lembrou ainda que a Seed também começou a implantar o sistema de monitoramento eletrônico em unidades de ensino.

O projeto piloto foi colocado em cinco escolas e já teve como resultado uma significativa redução na violência. Agora o sistema está sendo implantado em mais 35 unidades de ensino. O sistema é integrado com o Ciosp e com o setor de segurança da Seed.Na reunião, o major Manoel Alves falou sobre a importância das ações conjuntas. "Hoje a criminalidade percebeu as escolas como núcleos de oportunidades. As instituições precisam se unir e se somarem umas às outras para terem melhores resultados com as escolas, que são tão importantes para a formação dos nossos jovens", afirmou. Ele ainda sugeriu a participação da Polícia Civil nas discussões de ações conjuntas para combater ao tráfico de drogas.

O major Emerson afirmou que dará uma ordem de serviço para que oficiais da PM façam visitas aos diretores das escolas com maior índice de ocorrências, promovendo uma maior aproximação e diálogo entre à comunidade escolar e a Polícia Militar, o que irá auxiliar na redução de possíveis casos.Estiveram presentes à reunião também o sargento Messias Filho e o supervisor do Núcleo de Segurança Escolar, Miguel Fagundes.

 

Segurança Escolar – A Secretaria de Estado da Educação instituiu em 1 de junho de 2017 o Núcleo de Segurança Escolar na Rede Pública de Ensino, com o intuito de acompanhar a prevenção de incidentes contra o patrimônio público, e com as seguintes competências: inspecionar as dependências internas e externas das escolas, controlar o fluxo e acesso de pessoas prevenindo e detectando anormalidades; coordenar o patrulhamento voltada a prevenção de infrações contra o bem público, serviços e instalações da Seed, incluindo a fiscalização do cumprimento das atribuições dos vigilantes; elaborar e implantar o plano de segurança no âmbito da Seed, no tocante à regulação de escalas de serviços, segurança e implantação dos postos de serviços dos vigilantes, bem como coordenar cursos na área de segurança.

Quando ocorre algum incidente quanto à segurança e ao patrimônio das escolas, o Núcleo deve ser comunicado e acionará a rede de segurança pública ou registrará o fato e dará as providências que o caso requer.