Estanciano se despede com derrota

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O Estanciano perdeu para o Volta Redonda por 2x0 e está eliminado da Copa São Paulo de Futebol Junior. Foto: Divulgação
O Estanciano perdeu para o Volta Redonda por 2x0 e está eliminado da Copa São Paulo de Futebol Junior. Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 11/01/2018 às 06:58:00

O Estanciano se despediu melancolicamente da Copa São Paulo de Futebol Junior de 2018, com uma derrota para a equipe do Volta Redonda por 2x0.Foi uma triste participação dentro de campo com três jogos e três derrotas. Fora de campo, a situação foi mais crítica. O time sergipano se viu envolvido em uma denúncia de suborno, que agora passa a ser investigado pelo Comitê de Integridade da Federação Paulista de Futebol e pode ganhar um rumo policial.

Na tarde destra quarta-feira 10,o time sergipano perdeu por 2 a 0 para o Volta Redonda, no Estádio Coronel Francisco Vieira, em Itapira, SP. Os gols foram anotados por Roger e Felipe, de pênalti.

O Volta Redonda está classificado para a próxima fase. O time carioca chegou aos cinco pontos e pode terminar em segundo, caso tenha um vencedor no duelo entre Fortaleza e Itapirense. Se der empate nesta partida, as três equipes ficam com cinco pontos e o carioca avança pelo saldo de gols.

 

Suborno – Na manhã desta quarta-feira, o presidente licenciado do Estanciano, Sidney Araújo, concedeu entrevista ao radialista Gilmar Carvalho e deu sua versão sobre os fatos. Sidney disse que recebeu a informação que um representante de sua comissão técnica tinha contato com apostadores. Assim, convidou dois amigos e tentou tirar a informação com o treinador Ricardo Pereira.

 - Foi uma espécie de “tira-teima”. Queria ter a certeza e por isso fui com dois amigos conversar com o treinador.Talvez tenha errado, não deveria proceder desta forma. Quis ser o investigador e fui inocente. O caso será esclarecido. Tanto é que que pedi afastamento para me defender, disse o presidente.

Por sua vez o treinador Ricardo Pereira confirma que ele e alguns jogadores receberam as propostas de um grupo que trabalha para um site de apostas da China. Essas pessoas foram apresentadas pelo presidente do clube sergipano, Sidnei Araújo. Segundo ele, essas pessoas se identificaram primeiramente como empresários e ex-jogadores de futebol e, na sequência, afirmaram trabalhar para um grupo de site de apostas.

- Eles me ofereceram R$ 7 mil para eu facilitar o jogo e falaram que tinham mais um valor, para repassar aos atletas caso precisasse. Porém, cortei o assunto na hora. Não compactuo com essas coisas, afirmou Ricardo Pereira.

A versão de Ricardo Pereira foi confirmada por Janilton Oliveira, representante do grupo “Valdevan 90”, na terceirização do Estanciano.  Recebemos a proposta de suborno, mas não aceitamos. Temos um áudio gravado por um dos três atletas que foi aliciado pelos empresários. Já fomos procurados pela Federação Paulista de Futebol e explicamos o caso", disse Janilton Oliveira.

Segundo se sabe, esse grupo criminoso atua nas bolsas de apostas da Malásia, da Indonésia e da China e já vem sendo investigado desde 2005 pela Policia Civil de São Paulo que deve tomar à frente do caso que envolve a equipe e os dirigentes sergipanos.