Valadares prega unidade

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/01/2018 às 06:43:00

Em pequeno artigo divulgado através das redes sociais, o senador Valadares (PSB) reafirma que só pretende começar a discutir candidaturas e alianças para as eleições de outubro a partir de março ou abril. Seu calendário tem sido motivo de discórdia entre os partidos de oposição. O deputado federal André Moura (PSC) pretende anunciar ainda mês os candidatos a governador e senador do grupo, com o apoio do senador Eduardo Amorim (PSDB) e do seu irmão Edivan, que acabou de se desfazer a FM Ilha de Aracaju, sempre usada como instrumento nas campanhas do grupo.

O senador nega ter feito qualquer acordo com André e Amorim em torno das eleições deste ano, quando os dois fizeram a opção de apoiar a candidatura de seu filho, deputado Valadares Filho, à PMA em 2016. Apesar das divergências, Valadares prega a unidade do bloco para chegar forte às eleições. A íntegra do texto do senador é a seguinte:

“Incomodados com a minha posição de somente tratar sobre candidaturas a partir de março ou abril, alguns possíveis concorrentes tentam interferir na minha decisão, espalhando na imprensa local, e nas redes sociais, notas dando conta de que fiz um acordo para não mais disputar o mandato de senador.

Na verdade nunca houve da minha parte, qualquer acordo nesse sentido. O que houve foi uma declaração espontânea, numa postagem do meu Twitter, em 12 de março de 2016, em retribuição ao gesto que considerei muito corajoso do deputado Fábio Mitidieri de ter encabeçado um movimento de apoio à candidatura de Valadares Filho, mesmo antes de uma decisão do governo e de seus aliados.

A minha declaração foi postada em data muito anterior à aliança feita com o PSC & Cia.

Foi uma atitude voluntária, que nunca fora fruto de acordo, que tomei levando em conta também que o deputado Mitidieri havia manifestado interesse em se candidatar ao Senado em 2018. Eu não lhe criaria embaraços caso esse fosse o seu desejo. Portanto quando eu dei aquela declaração (12 de março de 2016), até então, prevalecia um entendimento político, unicamente com o PSD do deputado Fábio Mitidieri. Entendimento que não prosperou, me desobrigando também de qualquer gesto nesse sentido.

O entendimento com o PSC, do Senador Eduardo Amorim e do deputado André Moura, com vistas ao apoio destes a Valadares Filho, somente foi iniciado em meados de julho de 2016, provocando a retirada no deputado Mitidieri no apoio a Valadares Filho.

No dia 24 de julho, ao tomar conhecimento de uma aliança conduzida por Valadares Filho com o PSC, o deputado Mitidieri retirou o seu apoio, encaminhando ao Nenotícias a seguinte declaração:

“Gilmar, boa noite.  Eu sempre fui muito claro quanto a meu apoio a VF. Tenho uma aliança com JB e somos corretos em tudo que fazemos. A chegada do grupo Amorim inviabiliza a nossa permanência pois ao indicarem o vice, nós estaríamos apoiando a chapa da oposição.”

Assim, com a retirada do apoio do PSD do deputado Mitidiere a Valadares Filho, cessava o meu compromisso voluntário de não mais participar da chapa majoritária como candidato a Senador em 2018.

Ocorre que, aquela postagem que fora feita em outra época, em outra conjuntura, e em atenção exclusivamente ao gesto do deputado Mitidiere está sendo divulgada hoje como um compromisso que eu quebrei com uma aliança que aconteceu muito tempo depois, e com a qual nenhum acordo celebrei em separado prometendo não concorrer a uma disputa para o Senado, sem o conhecimento do meu partido, e da população sergipana. Essa é a verdade cristalina.

No mais, como um dos membros da oposição, confiante na responsabilidade que cabe a cada um de nós, sugiro que não nos dispersemos quaisquer que sejam as diferenças de opinião. O projeto maior é Sergipe. A nossa luta só tem futuro se marcharmos unidos, com o pensamento voltado unicamente para a melhoria das condições de vida do nosso povo”.

-

Calendário

André Moura mantém a posição de anunciar ainda este mês os candidatos. Ele está decidido a disputar um mandato majoritário, mas ainda tem dúvidas se governo ou Senado. Faz questão de afirmar que em qualquer situação estará ao lado do senador Amorim. O empresário Luciano Barreto é o maior entusiasta de uma candidatura de André ao governo.

Crescimento

André acha que os candidatos majoritários precisam ser apresentados logo para que eles possam consolidar suas candidaturas, a exemplo do vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB), candidato do PMDB e de todo o bloco governista. Ele reconhece que Belivaldo vem conseguindo consolidar a sua candidatura, porque já vem trabalhando há muito tempo.

Transfere

André Moura já vem levando outros interessados em disputar vaga de deputado federal para seus redutos. Na quinta-feira, ao lado da mulher Lara, prefeita de Japaratuba, desfilou ao lado do ex-deputado federal José Carlos Machado (PSDB), durante o Festival de arte Arthur Bispo do Rosário.

Prefeitos

André vem prometendo votos a muitos candidatos, principalmente os que participam do grupo do governo, em torno da sua candidatura majoritária.  Promete 20 mil votos a um, 30 mil votos a outro e lembra sempre que tem o “apoio de 32 prefeitos” e a “máquina de recursos do governo federal”.

Carmen Lúcia

A Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Ministra Cármen Lúcia, estará em Sergipe na próxima terça-feira (16), com o objetivo de conhecer unidades prisionais do Estado, a exemplo de outras viagens que tem realizado para avaliação do sistema prisional brasileiro.

Reunião no TJSE

A chegada está prevista para as 8h30 no aeroporto de Aracaju. De lá, a comitiva seguirá para visita ao Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico e ao Presídio Feminino de Sergipe. Na sequência, terá reunião com desembargadores e juízes na sede do Tribunal de Justiça, devendo retornar ao aeroporto às 13h30.

Presídio

Na primeira semana do ano, a secção de Sergipe da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) formalizou um convite para que a ministra Carmen Lúcia Antunes, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), para que faça uma ‘visita urgente’ ao Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan), em São Cristóvão (Grande Aracaju). A principal unidade penitenciária do estado tem capacidade física para 800 internos, mas abriga hoje 2.501, em sua grande maioria provisórios. Carman, vem, mas não irá ao presídio.

Apoio a Lula

O vice-presidente nacional do PT, Márcio Macêdo, que se lançou como pré-candidato a deputado federal, está em Salvador participando de atos em apoio a Lula. Na quarta-feira, 10, ele esteve na reunião da Articulação Sindical (ArtSind) da CUT. No mesmo dia, marcou presença no lançamento do comitê em defesa da democracia e pelo direito de Lula ser candidato. “Foi um belíssimo ato com os movimentos sociais, a Frente Brasil Popular, o Movimento Sem Terra, CUT, os partidos de esquerda, a presidenta Gleisi Hoffmann e o governador Rui Costa. A ideia é chamar a atenção da sociedade e denunciar os abusos desse país”, contou Márcio.

Esperança

Em continuidade à agenda de mobilização em Salvador, Márcio Macêdo participou da caminhada ‘Bonfim pela Democracia’, ocorrida durante a celebração da festa do Bonfim. Segundo o pré-candidato a deputado federal, foram mais de 10 mil ativistas e sindicalistas em cortejo, unidos em apoio a Lula e para que seja feita justiça. Márcio também comentou sobre a emocionante tradição religiosa que reúne pessoas de vários estados na capital baiana. “Centenas de devotos de várias crenças religiosas se uniram em nome da fé e da esperança. Nosso objetivo foi levar para as ruas de Salvador um pedido de bênçãos ao povo brasileiro”.

Até o Exército

Foi publicada na quarta-feira (10) no Diário da Justiça Eletrônico (DJe) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a Portaria TSE nº 5, de 4 de janeiro de 2018, que altera a composição do Conselho Consultivo sobre Internet e Eleições. O Conselho é formado por 11 integrantes, sendo representantes da Justiça Eleitoral, governo federal, Exército Brasileiro e da sociedade civil. Suas atribuições são: desenvolver pesquisas e estudos sobre as regras eleitorais e a influência da Internet nas eleições, em especial o risco das fake news e o uso de robôs na disseminação das informações; opinar sobre as matérias que lhe sejam submetidas pela Presidência do TSE; e propor ações e metas voltadas ao aperfeiçoamento das normas.

Conselho

O secretário estadual da Saúde, Almeida Lima, assumiu a presidência do Conselho Estadual de Saúde para o período 2018/2020. Participam também da diretoria Eduardo Ramos Gomes (1º vice), Sheyla Andrea dos Santos (2º vice), Carlos Alberto de Oliveira Silva (1º secretário), Marcos Luiz Macedo de Santana (2º secretário), Shirley Marshal Diaz Morales (1º coordenador de finanças), Davi Rogério Fraga de Souza (2º de finanças) e João Francisco dos Santos (coordenador de Comunicação Social).

Concurso

A Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (Alese) e a Fundação Carlos Chagas (FCC), publicaram nesta sexta-feira o edital do concurso público da Alese, com 96 vagas para cargos de níveis médio e superior, incluindo Jornalismo. Para o cargo de Analista Legislativo – Especialidade Jornalismo – são oferecidas cinco vagas. As inscrições acontecem entre 18 de janeiro e 27 de fevereiro de 2018; taxa de inscrição R$ 85 para nível médio e R$ 105 para nível superior. As provas serão realizadas em 22 de abril de 2018.

Com JB

O deputado estadual Gilmar Carvalho (sem partido) acompanhou ontem o governador Jackson Barreto durante inspeção de obras em Nossa Senhora das Dores.