Saúde antecipa recursos e Cirurgia finalmente paga 13º

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Almeida Lima foi ao Cirurgia anunciar o pagamento dos salários atrasados. Foto: Divulgação
Almeida Lima foi ao Cirurgia anunciar o pagamento dos salários atrasados. Foto: Divulgação

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 25/01/2018 às 06:04:00

Milton Alves Júnior

 

Usuários do Sistema Único de Saúde já podem buscar auxílio especializado nas dependências da Fundação Beneficente Hospital de Cirurgia. Após uma semana de greve unificada, os servidores da unidade receberam na manhã de ontem a presença do secretário de estado da saúde, Almeida Lima, e, com ele, a garantia que as pendências financeiras herdarás do ano passado serão debitaras hoje na conta dos mais de 1.200 profissionais. Apesar de não se tratar de uma demanda do Estado, a SES decidiu antecipar cinco prestações no valor de um milhão de reais cada, com a proposta de minimizar as dificuldades enfrentadas pelo HC.

Por questões burocráticas, como o repasse foi feito na manhã da última terça-feira, 23, a compensação bancária pede 48 horas de tramitação para enfim concluir o repasse aos beneficiados. De acordo com a Associação dos Funcionários e Amigos do Hospital Cirurgia, diante da garantia apresentada pessoalmente por Almeida, as atividades suspensas voltam a funcionar gradativamente já a partir das 7h de hoje. A situação chegou ao limite da paciência por parte da classe trabalhadora em virtude de a Prefeitura de Aracaju não ter repassado o valor mensal do convênio. Essa situação, inclusive, foi destacada pelos gestores do hospital.

"O que nos chama a atenção é que mesmo o Governo do Estado ainda não tendo obrigações contratuais com a gente (HC), mesmo assim a Secretaria de Saúde através de Almeida Lima se empenhou e conseguimos promover uma antecipação de recurso com o Banco do Estado de Sergipe (Banese). O atraso no repasse financeiro por parte do município fez com que nos deparássemos com sérios problemas", declarou Milton Santana, diretor do hospital. A parceria com o Estado também foi ressaltado por José Cícero de Souza, representante dos trabalhadores durante a paralisação. A esperança dele fica por conta do pagamento salarial em dia.

"Percebemos que existem sinais de melhoria após fechar a parceria com o Governo do Estado e isso nos faz torcer e acreditar que a partir do próximo mês estaremos todos recebendo nossos direitos sempre dentro do quinto dia útil. Tentamos nos apegar às boas perspectivas e assim esperamos que continue porque definitivamente o ano passado não foi nada agradável para o cidadão trabalhador", disse. Não foi informado pela diretoria do Hospital de Cirurgia quando a Prefeitura de Aracaju deve repassar os valores ainda em aberto.